A Experiência Consciente Enquanto Produto da Memória

In Felipe Rocha L. Santos, José Leonardo Ruivo & Waldomiro José da Silva Filho (eds.), Anais da v Conferência da Sociedade Brasileira de Filosofia Analítica. Pelotas: Editora UFPEL. pp. 188-194 (2018)
Download Edit this record How to cite View on PhilPapers
Abstract
O objetivo do presente trabalho é contrapor duas teorias que buscam explicar quais processos neurais dão origem a experiência consciente. Em um primeiro momento apresentarei a teoria de Peter Carruthers, que afirma que o fluxo de consciência surge a partir da memória de trabalho. Posteriormente apresentarei a teoria de Matt e Bill Faw, na qual a consciência é equivalente a uma memória, surgindo, portanto, dos mecanismos formadores da memória episódica. Mesmo que ambas sejam teorias afirmem que a consciência surge a partir da memória, os mecanismos neurais da memória de trabalho e da memória episódica são bastante diferentes, o que acarreta em implicações muito distintas em ambas as teorias. Apresentarei também o relato de caso do paciente H.M., pois este serve para que possamos testar ambas as teorias e verificar qual delas consegue fornecer uma explicação plausível do caso. E, por fim, utilizando critérios como coerência teórica e embasamento empírico, argumentarei que a teoria de Peter Carruthers é a teoria que melhor explica os mecanismos geradores da experiência consciente.
Categories
PhilPapers/Archive ID
FONAEC
Revision history
First archival date: 2019-03-29
Latest version: 4 (2019-03-30)
View upload history
References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Added to PP index
2019-03-29

Total views
10 ( #39,219 of 39,543 )

Recent downloads (6 months)
10 ( #31,455 of 39,543 )

How can I increase my downloads?

Downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks to external links.