A Experiência Consciente Enquanto Produto da Memória

In Felipe Rocha L. Santos, José Leonardo Ruivo & Waldomiro José da Silva Filho (eds.), Anais da v Conferência da Sociedade Brasileira de Filosofia Analítica. Pelotas: Editora UFPEL. pp. 188-194 (2018)
Download Edit this record How to cite View on PhilPapers
Abstract
O objetivo do presente trabalho é contrapor duas teorias que buscam explicar quais processos neurais dão origem a experiência consciente. Em um primeiro momento apresentarei a teoria de Peter Carruthers, que afirma que o fluxo de consciência surge a partir da memória de trabalho. Posteriormente apresentarei a teoria de Matt e Bill Faw, na qual a consciência é equivalente a uma memória, surgindo, portanto, dos mecanismos formadores da memória episódica. Mesmo que ambas sejam teorias afirmem que a consciência surge a partir da memória, os mecanismos neurais da memória de trabalho e da memória episódica são bastante diferentes, o que acarreta em implicações muito distintas em ambas as teorias. Apresentarei também o relato de caso do paciente H.M., pois este serve para que possamos testar ambas as teorias e verificar qual delas consegue fornecer uma explicação plausível do caso. E, por fim, utilizando critérios como coerência teórica e embasamento empírico, argumentarei que a teoria de Peter Carruthers é a teoria que melhor explica os mecanismos geradores da experiência consciente.
Categories
PhilPapers/Archive ID
FONAEC
Upload history
First archival date: 2019-03-29
Latest version: 5 (2020-07-24)
View other versions
Added to PP index
2019-03-29

Total views
66 ( #39,462 of 51,433 )

Recent downloads (6 months)
27 ( #21,563 of 51,433 )

How can I increase my downloads?

Downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks on external links on PhilPapers.