Results for 'Annila E. Annila A'

1000+ found
Order:
  1.  7
    In the Light of Time.Arto Annila - 2009 - Proceedings of Royal Society A 465:1173–1198.
    The concept of time is examined using the second law of thermodynamics that was recently formulated as an equation of motion. According to the statistical notion of increasing entropy, flows of energy diminish differences between energy densities that form space. The flow of energy is identified with the flow of time. The non-Euclidean energy landscape, i.e. the curved space–time, is in evolution when energy is flowing down along gradients and levelling the density differences. The flows along the steepest descents, i.e. (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  2. Précis de "E-physicalism - A Physicalist Theory Of Phenomenal Consciousness" (Spanish version).Reinaldo Bernal, Pierre Jacob, Maximilian Kistler, David Papineau, Jérôme Dokic, Juan Diego Morales Otero & Jaime Ramos - 2013 - Ideas Y Valores 62 (152):267-297.
    El libro E-physicalism - A Physicalist Theory of PhenomenalConsciousness presenta una teoría en el área de la metafísica de laconciencia fenomenal. Está basada en las convicciones de que la experienciasubjetiva -en el sentido de Nagel - es un fenómeno real,y de que alguna variante del fisicalismo debe ser verdadera.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3. A Superação Hegeliana Do Dualismo Entre Determinismo E Liberdade.Hector Ferreiro - 2012 - In Konrad Utz, Agemir Bavaresco & Paulo R. Konzen (eds.), Sujeito e Liberdade: Investigações a Partir do Idealismo Alemão. Porto Alegre: ediPUCRS. pp. 129-143.
    Kant explicitou, talvez com maior clareza que qualquer outro filósofo antes do que ele, a essência do conflito que implica a relação da causalidade natural e a causalidade livre. Hegel assevera que com o dualismo fenômeno-coisa em si Kant deixa intacta como tal a incompatibilidade entre as noções de causalidade natural e causalidade livre, já que, conserva sua contraposição mesma para simplesmente localizá-la na estrutura do sujeito. Hegel aspira precisamente a fechar o ciclo da metafísica dualista que definiu a filosofia (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  4.  83
    Précis of "E-physicalism-a physicalist theory of phenomenal consciousness".Reinaldo Bernal Velasquez, Pierre Jacob, Maximilian Kistler, David Papineau & Jérôme Dokic - 2013 - Ideas Y Valores 62 (152):268-297.
    El libro "E-physicalism - A Physicalist Theory of Phenomenal Consciousness" presenta una teoría en el área de la metafísica de la conciencia fenomenal. Está basada en las convicciones de que la experiencia subjetiva -en el sentido de Nagel - es un fenómeno real, y de que alguna variante del fisicalismo debe ser verdadera.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  5.  25
    A Psicologia entre o longo passado e a curta história.Marcio Luiz - 2018 - Dissertatio 47:95-134.
    O presente trabalho pretende inserir a História da Psicologia dentro de um debate mais alargado, em torno das Histórias da Filosofia e das Ciências. Para isso, o objeto de análise é a célebre frase de Ebbinghaus, 'A Psicologia tem um longo passado, mas uma curta história', e toda a tradição de livros e textbooks decorrente dela, muito popular nos séculos XX e XXI. O trabalho analisará o texto de Ebbinghaus e seus compromissos decorrentes. Então realizará uma crítica a essa tradição, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6.  47
    The Case Against Asian Authoritarianism: A Libertarian Reading of Liu E's The Travels of Laocan.Cesar Guarde-Paz - unknown - Libertarian Papers 8.
    The present paper offers a libertarian reading of one of the most important Chinese novels of the twentieth century, The Travels of Laocan, written by Chinese entrepreneur Liu E between 1903 and 1906. I start with an exposition of the ideas associated with the concept of “Asian values,” the evident cultural unviability of this notion, and how “Asian authoritarianism” has been rationalized and justified on the basis of a Hobbesian conception of human nature. Next, I examine Liu E’s life and (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7.  79
    O Supervalorativismo e a Vagueza de Ordem Superior.Ricardo Santos - 2010 - In Humberto Brito (ed.), Filosofia e Literatura 1. Instituto de Filosofia da Linguagem. pp. 197-217.
    Este artigo apresenta a teoria supervalorativista da vagueza e discute a objecção, que frequentemente lhe é dirigida, segundo a qual essa teoria não consegue dar conta do fenómeno da vagueza de ordem superior.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8. More Kinds of Being: A Further Study of Individuation, Identity, and the Logic of Sortal Terms. By E. J. Lowe. [REVIEW]Tuomas E. Tahko - 2013 - Mind 122 (485):302-305.
    Book review of 'More Kinds of Being: A Further Study of Individuation, Identity, and the Logic of Sortal Terms'. By E. J. LOWE.
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  9. De la consulta previa al consentimiento libre, previo e informado a pueblos indígenas en Colombia.Gloria Amparo Rodriguez - 2014 - Universidad del Rosario.
    Los intereses contrapuestos en relación con el manejo, uso, utilización y aprovechamiento de los recursos naturales de los territorios indígenas, generan conflictos ambientales en donde uno de los escenarios privilegiados de expresión de los mismos es el de la consulta previa: cuando se adelanta o por el contrario, cuando aunque sea obligatoria, no se impulsa o se hace de manera inadecuada, es decir, sin el cumplimiento de los requisitos mínimos establecidos.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10. A fundamentação das ciências compreensivas: a posição de Dilthey reconstruí­da a partir de Leibniz, Wolff e Kant.Marcos César Seneda - 2007 - Princípios 14 (22):123-144.
    A obra de Dilthey desempenha um papel fundamental para a filosofia contemporânea, na medida em que Dilthey distingue duas esferas por meio das quais temos acesso ao todo da realidade: a experiência objetiva ( die Erfahrung ) e a vivência ( das Erlebnis ). É esta distinçáo que possibilita a Dilthey, em oposiçáo às ciências da natureza, conceber as condições de evidência e validade das ciências do espírito. Ainda que náo nomeada com estes termos, esta distinçáo vai estar na base (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11.  63
    A Natureza Da Inteligência No Tomismo E Na Filosofia De Hume. [REVIEW]Marcos Seneda - 2011 - Educação E Filosofia 25 (50).
    A obra ora noticiada foi apresentada inicialmente como tese de doutorado à Sorbonne, perante banca de doutorado presidida pelo Professor Ferdinand Alquié , e da qual participaram os Professores De Gaudillac e Paul Ricoeur.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  12.  43
    Giambattista Vico: a filosofia e a educação da humanidade. [REVIEW]Marcos Seneda - 2005 - Educação E Filosofia 19.
    Resenha - Giambattista Vico: a filosofia e a educação da humanidade.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13.  93
    The Relevant Logic E and Some Close Neighbours: A Reinterpretation.Edwin Mares & Shawn Standefer - 2017 - IfCoLog Journal of Logics and Their Applications 4 (3):695--730.
    This paper has two aims. First, it sets out an interpretation of the relevant logic E of relevant entailment based on the theory of situated inference. Second, it uses this interpretation, together with Anderson and Belnap’s natural deduc- tion system for E, to generalise E to a range of other systems of strict relevant implication. Routley–Meyer ternary relation semantics for these systems are produced and completeness theorems are proven. -/- .
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  14. A Pesquisa Científica E a Psicologia.Michel Foucault & Marcio Miotto - Tradutor - 2010 - Espaço Michel Foucault.
    As múltiplas psicologias que pretendem descrever o homem dão a impressão de ser tentativas desordenadas. Elas pretendem se construir a partir das estruturas biológicas e reduzem seu objeto de estudo ao corpo ou o deduzem das funções orgânicas; a pesquisa psicológica não é mais que um ramo da fisiologia (ou de um domínio dela): a reflexologia. Ou então elas são reflexivas, introspectivas, fenomenológicas e o homem é puro espírito. Elas estudam as diversidades humanas e descrevem a evolução da criança, as (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15. “Reductionist Holism”: An Oxymoron or a Philosophical Chimaera of E.P. Odum’s Systems Ecology?Donato Bergandi - 1995 - Ludus Vitalis 3 ((5)):145-180..
    The contrast between the strategies of research employed in reductionism and holism masks a radical contradiction between two different scientific philosophies. We concentrate in particular on an analysis of the key philosophical issues which give structure to holistic thought. A first (non-exhaustive) analysis of the philosophical tradition will dwell upon: a) the theory of emergence: each level of organisation is characterised by properties whose laws cannot be deduced from the laws of the inferior levels of organisation (Engels, Morgan); b) clarification (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16.  78
    As limitações das éticas tradicionais e a fundamentação da ética da responsabilidade segundo Hans Jonas.Daniel Alves da Silva Lopes Diniz - 2012 - Cadernos Do Pet Filosofia 3 (5):2-14.
    Embora elaborada principalmente na década de 1970 a ética de Hans Jonas permanece atual e é particularmente relevante pelo uso da metafísica em um contexto pós-moderno (algo inusitado e ousado) e por sua teoria dos valores que podem ser atribuídos ao ser e ao não-ser. Pretende-se aqui apresentar as limitações que Jonas detectou nas éticas tradicionais (judaico-cristã, kantiana, por exemplo) e analisar as soluções por ele propostas (notadamente heurística do medo e futurologia comparada). Compreender também a fundamentação de tais soluções (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17.  70
    Conceitos de filosofia na escola e no mundo e a formação do filósofo segundo I. Kant.Marcos César Seneda - 2009 - Kriterion: Revista de Filosofia 50 (119):233-249.
    Este texto pretende discutir, do ponto de vista kantiano, o que pode ser ensinado e o que pode ser aprendido em Filosofia. Seu objetivo é construir os argumentos hipotéticos de Kant em face do método estruturalista de leitura de textos filosóficos. Para circunscrever este tema, aparentemente muito amplo, tomaremos como fio condutor um célebre texto de aula de I. Kant, publicado por G. B. Jäsche sob o título Manual dos Cursos de Lógica Geral. Kant ministrou este curso por mais de (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18.  13
    O Problema da Compatibilidade entre a Teoria da Ciência e as Ciências Naturais em Aristóteles.Lucas Angioni - 2002 - Primeira Versão 112:1-30.
    Este artigo é um 'ancestral' de vários argumentos que desenvolvi depois em múltiplos outros artigos. Defendo que a teoria da ciência dos Segundos Analíticos não é incompatível com as ciências naturais tais como desenvolvidos nos tratados científicos de Aristóteles.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   12 citations  
  19. A Inseparabilidade entre Lógica e a Ética.John Corcoran - 2013 - Philósophos - Revista de Filosofia 18 (1):245-259.
    A Inseparabilidade entre Lógica e a Ética. Philósophos. 18 (2013) 245–259. Portuguese translation by Décio Krause and Pedro Merlussi: The Inseparability of Logic and Ethics, Free Inquiry, Spring 1989, 37–40. This essay takes logic and ethics in broad senses: logic as the science of evidence; ethics as the science of justice. One of its main conclusions is that neither science can be fruitfully pursued without the virtues fostered by the other: logic is pointless without fairness and compassion; ethics is pointless (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20.  41
    Sobre a Alteridade e a Exclusão no Trabalho.Marcio Miotto - 2003 - Acheronta – Revista de Psicoanálisis y Cultura 18:160-163.
    O texto trabalha a questão da alteridade em torno de alguns fatores históricos ligados ao "homem moderno", tomando como base escritos tais como os de Michel Foucault e os debates ocorridos desde o lançamento de Império, no início dos anos 2000. Depois descreve como esses fatores ligados à alteridade também dizem respeito às transformações ocorridas no mundo do trabalho durante as últimas décadas.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  21. Come faccio a sapere che questo colore è rosso?Andrea Guardo - 2007 - In Simona Chiodo & Paolo Valore (eds.), Questioni di metafisica contemporanea. Milano: Il Castoro. pp. 181-193.
    A commentary on § 381 of part I of the “Philosophical Investigations”, published in the proceedings of the conference Esperienza e Giudizio.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  22.  80
    O Problema Do Homem E a Dispersão da Psicologia.Marcio Miotto - 2007 - AdVerbum 2 (2):128-136.
    Esse artigo busca oferecer um panorama de problemas relativos à existência da psicologia, a partir das questões de sua unidade, especificidade e objetividade. Para isso, analisam-se breves menções a figuras clássicas de sua história (como Wundt, Comte, Watson e Vygotsky), mostrando ambigüidades constitutivas do próprio “nascimento” da psicologia como disciplina “una” e “científica”. Ao perguntar sobre as razões da dispersão da psicologia, seu estatuto ambíguo e seu objeto “complexo”, abrimos no final o problema de que, mais do que resolver internamente (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  23.  80
    Nascimentos da Psicologia: A Natureza E o Espírito.Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor - 2015 - Ideação 32:259-288.
    Desde sua constituição como domínio do saber no fim do século XVI, a psicologia divide-se rapidamente em duas tendências com orientações diferentes. A primeira, de inspiração naturalista, situa-se no prolongamento do comentário da Física aristotélica e se desenvolve principalmente nas universidades protestantes de Marburgo e Leiden. Nesses estabelecimentos onde reinava então um espírito humanista, racionalista e tolerante, toma lugar a primeira forma de dualismo da alma e do corpo. Mas na mesma época, em círculos místicos e herméticos, desenvolve-se uma outra (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  24.  64
    A Consciência Entre o Formalismo E a Psicologia, Em Sartre.Marcio Miotto - 2008 - AdVerbum 3 (2):144-155.
    O presente artigo pretende problematizar, nos três primeiros livros filosóficos de Sartre, a noção de consciência, em torno de um duplo horizonte de interlocução: o legado “formalista” kantiano, e os diversos projetos de “ciência psicológica” existentes nos séculos XIX e XX. Para isso, recompõem-se esses dois horizontes a partir do panorama feito por Sartre desde o momento cartesiano, discutindo as diferentes filosofias da subjetividade e culminando na noção de “intencionalidade”, formulada por Husserl. A noção de consciência intencional serviria como referência (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  25.  62
    Wittgenstein E a medida da circunferência.André Porto - 2007 - Philósophos - Revista de Filosofia 12 (2).
    A filosofia da matemática de Wittgenstein envolve duas teses profundamente controversas: a idéia de que as proposições matemáticas não falam sobre objetos (abstratos) e a idéia de que nenhuma conjectu-ra matemática é jamais respondida como tal, porque o advento da pro-va sempre determina uma mutação semântica nos significados dos ter-mos envolvidos na conjectura. O presente artigo oferece uma recons-trução dos argumentos de Wittgenstein em apoio a essas teses em um contexto muito restrito: A descoberta de Arquimedes de um algoritmo para (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  26.  58
    A Forma Do Paradoxo: Friedrich Schlegel E a Ironia Romântica.Constantino Luz de Medeiros - 2014 - Trans/Form/Ação 37 (1):51-70.
    Definida como beleza lógica e forma do paradoxo, a ironia romântica de Friedrich Schlegel (1772-1829) assimila a antiga ironia socrática e a reinterpreta, inserindo-a como elemento central de sua teorização crítico-literária. O presente artigo analisa a ironia romântica, buscando situar sua alteração e abrangência no final do século XVIII, quando o conceito passa a significar metacrítica, reflexão filosófica, ruptura ficcional, distância estética e forma de exposição da arte literária. Defined as logical beauty and form of paradox, Friedrich Schlegel's (1772-1829) romantic (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  27.  33
    Cícero, Plutarco e Galeno: sobre a possibilidade de uma therapeia das paixões.Miriam Peixoto - 2008 - Hypnos. Revista Do Centro de Estudos da Antiguidade 21:153-177.
    Examinamos as respostas apresentadas por Cícero, Plutarco e Galeno, representantes da filosofia da época imperial, à pergunta pela possibilidade e legitimidade de uma therapeia das paixões. Tomando como ponto de partida uma reflexão sobre a natureza da alma e o estatuto das paixões, eles reacenderam o debate que remonta à poesia épica, na cena em que Aquiles se vê às voltas com o apelo de Atena para que acalme seu coração. Para tanto elegemos os seguintes textos: de Cícero, o livro (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  28.  35
    Aristóteles E a refutação do intelectualismo socrático na explicação da acrasia em en VII 1-3.Fernando Mendonça - 2014 - Philósophos - Revista de Filosofia 19 (2):69-109.
    Nesse artigo, eu procuro mostrar que a leitura tradicional que atribui um procedimento dialético à abordagem aristotélica da acrasia, em Ética Nicomaquéia VII 1-3 provoca um sério problema interpretativo ao tentar compatibilizar a posição socrática acerca da acrasia e os phanomena. Primeiramente, tento mostrar, baseando-me numa análise de Tópicos I 1-2, que o procedimento metodológico, em EN VII 1 1145b2-7, não se caracteriza como dialético. Em segundo lugar, proponho uma leitura em que Aristóteles, passo a passo refuta a tese socrática (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  29. Phainomena e explicação na Ética Eudêmia de Aristóteles.Raphael Zillig - 2014 - In Conocimiento, ética y estética en la Filosofía Antigua: Actas del II Simposio Nacional de Filosofía Antigua. Rosário, Argentina: Asociación Argentina de Filosofía Antigua. pp. 330-336.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  30. A eudaimonía e a conexão das virtudes na Ética a Nicômaco.Roberto Robinson Bezerra Catunda - 2011 - Dissertation, Universidade Estadual Do Ceará (UECE), Brazil
    O objetivo dessa dissertação é discutir alguns conceitos que dizem respeito ao estatuto da eudaimonía, tendo como pressuposto que o texto da Ética a Nicômaco possa por si só esclarecer como ela é entendida por Aristóteles. Na minha hipótese, as discussões metodológicas estabelecidas no livro I servem como orientações suficientes para esclarecer a relação entre a realização da eudaimonía e o exercício das virtudes da alma, sem com isso haver a necessidade de que recorramos a outras obras de Aristóteles. Em (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  31. "Ser Que Pode Ser Compreendido É Linguagem": A Ontologia Hermenêutica de Hans-Georg Gadamer.Luiz Rohden - 2000 - Revista Portuguesa de Filosofia 56 (3/4):543 - 557.
    Este artigo constitui uma reflexão acerca desta central e controversa afirmação contida na terceira parte de Verdade e Método segundo a qual "ser que pode ser compreendido é linguagem". Depois de apresentar uma tríplice leitura dessa mesma afirmação, concretamente na sua dimensão platónica, kantiana, e hegeliana, o artigo procura sobretudo desenvolver uma leitura ontológica da mesma. É assim que, partindo dessa tríplice leitura, o presente trabalho intenta justificar e fundamentar a Ontologia hermenêutica de Gadamer, a qual considera ser, para além (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  32. A disciplina química: currículo, epistemologia e história.Alice Ribeiro Casimiro Lopes - 1998 - Episteme 3 (5):119-142.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  33. A READINESS FOR CHANGE MODEL FOR DUBAI E-GOVERNMENT INITIATIVE.Khalid Samara - 2014 - 12th International Conference on E-Society 2014, IADIS:19.
    An e-Government initiative is a long term process that necessitates significant changes to constantly adapt to new challenges. However, e-government initiatives are always at risk of failure if individuals do not accept or embrace the change. This presents a unique challenge for governments implementing e-Government initiatives to understand factors that may influence their readiness for change (RFC). In this work, the current status of the readiness of e-Government initiatives in Dubai, United Arab Emirates (UAE) is investigated. A model of RFC (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  34.  18
    Entre o natural e o artificial: visualização e representação no século XVI.Fumikazu Saito - manuscript
    Recentes estudos em história da ciência têm apresentado indícios de que é impossível estabelecer uma clara distinção entre estudos de óptica e de perspectiva linear quando nos referimos aos séculos XVI e XVII. Embora a perspectiva linear lidasse com a representação geométrica do espaço numa superfície bidimensional, estava, entretanto, estreitamente ligada a questões relativas à natureza da visão humana. Devemos considerar que, naquela época, o termo perspectiva era a tradução latina da palavra grega optikè, denotando a visão direta e distinta (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  35.  10
    Mundo da Vida, Ethos Democrático e Mundialização: A Democracia Deliberativa segundo Habermas.de Oliveira Nythamar - 2008 - Dois Pontos 5 (2):233-254.
    O artigo procura mostrar em que sentido a democracia deliberativa proposta pela teoria discursiva de Jürgen Habermas dá conta do problema dos reducionismos econômicos e juridificantes da mundialização ou globalização, entendida como uma colonização técnico-sistêmica do mundo da vida. Recorrendo a sua concepção de um ethos democrático transnacional embasado na soberania popular, a teoria habermasiana logra resgatar o caráter normativo da mundialização através da irredutibilidade de valores humanos como a liberdade, a dignidade e os direitos humanos, inerentes às mais diferentes (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  36.  38
    Singularidade e Intuição: Kant contra a teoria leibniziana das representações singulares.Elliot Santovich Scaramal - 2016 - Dissertation, Universidade Federal de Goiás
    The main goal of this dissertation is to offer both an interpretation to the theory of singular representations as presented by Leibniz in his writings from the 1680’s, as well as a hypothesis of a criticism made by Kant to what we take to be the cornerstones of such a theory. These cornerstones consist in (i) the Principle of Identity of Indiscernibles (ii) the Doctrine of the Complete Notion of the Individual Substance (iii) the Intensional Definitions of the Truth Values. (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  37. Conhecimento humano e a ideia de afecção na Ética de Espinosa.Levy Lia - 2013 - Analytica (Rio) 17 (2): 221-247.
    A tese de que o conceito espinosista de ideia de afecção, introduzido na Ética, expressa o sentido mais preciso do que seja, para o autor, o conceito de ideia da imaginação. Este texto pretende problematizar essa leitura, procurando fornecer subsídios para a hipótese de que ela não é nem inequivocamente corroborada pelo texto da Ética, nem exigida pela doutrina aí apresentada. -/- It is widely accepted by scholars that Spinoza’s concept of idea of affection, introduced in the Ethics, states his (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  38. Linguagem e acordos linguísticos em Aristóteles: contribuições para uma educação artística, poética e retórica.Erika Natacha Fernandes de Andrade & Marcus Vinicius da Cunha - 2016 - Educação E Filosofia 30 (Especial):243-268.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  39. "A Survey of Metaphysics" by E.J. Lowe and "Metaphysics: Contemporary Readings" Edited by Michael J. Loux. [REVIEW]Tim Crane - 2002 - The Times Higher Education Supplement 1.
    Philosophy, that most misunderstood of intellectual pursuits, is often mocked; and no part of philosophy is as often mocked as metaphysics. The image of the ‘speculative metaphysician’ dreaming up abstract pictures of the world has been held up for ridicule by poets, playwrights, novelists, journalists as well as by other philosophers. The Logical Positivists in the first half of the 20th Century rejected all metaphysical speculations as ‘meaningless’ since they could not be verified by scientific experiment; in the later part (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  40. Michael E. Bratman: Shared Agency: A Planning Theory of Acting Together.Andras Szigeti - 2015 - Ethical Theory and Moral Practice 18 (5):1101-1104.
    If you have ever had to move house, you will know this: the worst part is the sofa. You cannot do it alone. Nor will it be enough for me to just lift one end waiting for you to lift the other. We will have to work together to get the job done. If spaces are tight, we will even have to find a practical solution to a tantalizing mathematical puzzle: the moving sofa problem.Joint actions like that are part and (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  41. Altruism, Jesus and the End of the World—How the Templeton Foundation Bought a Harvard Professorship and Attacked Evolution, Rationality and Civilization. A Review of E.O. Wilson 'The Social Conquest of Earth' (2012) and Nowak and Highfield ‘SuperCooperators’ (2012).Starks Michael - 2016 - In Michael Starks (ed.), Philosophy, Human Nature and the Collapse of Civilization Articles and Reviews 2006-2016 by Michael Starks 662p (2016). Michael Starks. pp. 527-532.
    Famous ant-man E.O. Wilson has always been one of my heroes --not only an outstanding biologist, but one of the tiny and vanishing minority of intellectuals who at least dares to hint at the truth about our nature that others fail to grasp, or insofar as they do grasp, studiously avoid for of political expedience. Sadly, he is ending his long career in a most sordid fashion as a party to an ignorant and arrogant attack on science motivated at least (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  42.  66
    A Querela dos Antigos e dos ModernosThe Quarrel of the Ancients and the Moderns – mapping some topoi.Samuel Mateus - 2012 - Cultura:179-200.
    The intellectual history of Humanity is part of a vast genealogy that stems from disputes between those advocating the excellence of ancient times and those arguing the superiority of the present. Thus, since antiquity we find the persistent recurrence of a Quarrel of the Ancients and the Moderns, virulence that stresses the human and social experience, either praised, either rebuked in its development process. This paper discusses the process of development of the Quarrel of the Ancients and the Moderns as (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  43. Phronesis e Virtude do Caráter em Aristóteles: comentários a Ética a Nicômaco VI.Lucas Angioni - 2011 - Dissertatio 34:303-345.
    These are commentaries to the translation into Portuguese of Nicomachean Ethics VI, found in the same volume of Dissertatio.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   17 citations  
  44. AS RELAÇÕES ENTRE “FINS” E “MEIOS” E A RELEVÂNCIA MORAL DA PHRONESIS NA ÉTICA DE ARISTÓTELES.Lucas Angioni - 2009 - Revista Filosófica de Coimbra 18 (35):185-204.
    I discuss three kinds of relationship between ends and means (or "things that promote ends") in the Aristotelian ethical theory, in order to clarify how moral virtues and phronesis are related both in adopting ends and in determining means for virtuous actions. Phronesis seems to be mainly charged with determining means for an end given by the moral virtues, but it must involve some conception of ends too. Phronesis cannot be parasitic on moral virtue concerning the conception of ends, for (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   11 citations  
  45. Uso político da religião e uso religioso da política: uma análise a partir de duas interpretações exemplares - Marsílio e Maquiavel.José Luiz Ames - 2014 - Clareira: Revista de Filosofia da Região Amazônica 1 (2):220-239.
    We are presently confronted with an impressive growth of the religious phenomenon. This can be observed not only related to both the outbreak of new religions and the increasing attendance to worship services, but also for the presence of the religious language in the political discourse. We can see nowadays a political use of religion and a religious use of politics. When we approach the religions in a large scale perspective is possible to verify that in all of them both (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  46. A Construção de Mitos E Os Usos Do Passado Nacional: Vargas E Perón: Brasil: Cultura-Memória.A. de Castro Gomes - 1997 - História 16:109-129.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  47. EM QUE SENTIDO A VIRTUDE É MAIS EXATA QUE A TÉCNICA? NOTAS SOBRE ETHICA NICOMACHEA 1106B 14-16.Lucas Angioni - 2009 - Dissertatio 29:43-58.
    This paper examines what Aristotle could have meant in Nicomachean Ethics 1106b 14-16, when he says that moral virtue is more exact than craft. Aristotle’s meaning cannot be that moral knowledge is more exact than technical knowledge. Neither the practical knowledge that an agent has about the precepts guiding his actions nor the philosophical knowledge framed in a moral theory could be described as “more exact than craft- knowledge”. My point is that Aristotle’s meaning is better understood if he is (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   5 citations  
  48. On Poetry and Authentic Philosophical Reflection:The American Philosophy of Octavio Paz: Sobre Poesia E Autêntica Reflexão Filosófica: A Filosofia Americana de Octavio Paz.Daniel Campos - 2007 - Cognitio 8 (2).
    Octavio Paz conceives of authentic philosophical reflection as ‘thinking a la intemperie’. This conception involves his idea that our contemporary historical and philosophical situation is one of intemperie espiritual. Based on the dual sense of the term intemperie for Paz, I propose that ‘thinking a la intemperie’ means: (i) Exposing our beliefs to the weathering effects of our vital, concrete experience; and (ii) apprehending reality in communion with others through poetic experience of the ever-flowing present. That is, authentic philosophical reflection (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  49. Exilados da Terra Gêmea: os experimentos mentais e a natureza da intencionalidade.César Schirmer dos Santos - 2010 - In Waldomiro José Silva Filho (ed.), Mente, linguagem e mundo. Alameda. pp. 281-292.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  50. Alla fine della vita: bioetica e medicina alla ricerca di un confine [At the end of life: bioethics and medicine looking for a boundary].Rosangela Barcaro - 2015 - Laboratorio Dell’ISPF.
    Bioethics, neuroscience, medicine are contributing to a debate on the definition and criteria of death. This topic is very controversial, and it demonstrates clashing views on the meaning of human life and death. Official medical and legal positions agree upon a biological definition of death as irreversible cessation of integrated functioning of the organism as a whole, and whole-brain criterion to ascertain death. These positions have to face many criticisms: some scholars speak of logical and practical inconsistency, some others of (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
1 — 50 / 1000