Order:
  1.  99
    Fazer universidade como quem faz escola: virtualidades da filosofia para crianças ao leme de um mestrado.Magda Costa Carvalho - 2019 - O Que Nos Faz Pensar? 28 (44):21-37.
    After almost a decade of study, research, and dissemination in the field of philosophy for children (p4c), the University of the Azores has created a Master’s degree in Philosophy for Children. While it may appear to be just another university course of study in the academic field of philosophy, we believe that this Master’s is a case study in its own right, as it has allowed us to think about what p4c is capable of when it takes over the university. (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  95
    O problema da formação em Filosofia para Crianças: pressupostos e práticas.Magda Costa Carvalho - 2018 - In Maria Teresa Santos (ed.), Filosofia e Crianças: Pressupostos e Linhas de um Curso. Évora, Portugal: pp. 134-154.
    O Programa de Filosofia para Crianças de Matthew Lipman e Ann Margaret Sharp tem pouco mais de 40 anos e à sua criação de imediato se sucederam a difusão e a adaptação em diversos contextos geográficos e culturais. Quer isto dizer que a história da Filosofia para Crianças, sobretudo nas últimas décadas, tem consistido numa marcha, mais ou menos vertiginosa, de inovação e renovação. E nem sempre este ritmo de rápida disseminação se tem mostrado compatível com a sedimentação de reflexões (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  10
    escritura infantil: niñas y niños para filosofía o la infancia como abrigo y refugio.Walter Kohan & Magda Costa Carvalho - 2021 - In Tópicos filosofía educación para el siglo XXI. 88: pp. 55.
    Este ha sido el mundo infantil – imposible y contradictorio – que sentimos habitar en este escrito, en esta escritura. En ese mundo, como ahora, el inicio y el final coinciden. En ese mundo, que Heráclito llamaría aión, es la infancia la que gobierna. Un gobierno infantil. Por lo tanto, es tiempo de callarnos. De estarnos sin tanta luz y sin tantas palabras. Para dormir y soñar. Es tiempo de terminar. O de comenzar. Los y las lectores infantiles (no) tienen (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark