Identidade, Movimento e Não-contradição em Platão e Aristóteles

Dissertation, Universidade São Judas Tadeu, Brazil (2013)
Download Edit this record How to cite View on PhilPapers
Abstract
Platão trata no Parmênides das formas ideais e do seu modelo de identidade relacionando-o ao modelo de ser eleata através da noção de um. Tendo concluído a incompatibilidade entre este modelo de atribuição e os seres mutáveis em uma realidade múltipla, ele percebeu que a noção de não-ser deveria ser desvinculada do entendimento de Parmênides através da nova noção de não-ser como diferença apresentada no Sofista. Paralelamente, Aristóteles apresenta um ordenamento parecido através da sua teoria física sobre o movimento, baseada na ideia de contrários, e do princípio de não- contradição e identidade desenvolvidos na Metafísica. Em Aristóteles, contrariedade, contradição, movimento, mudança e identidade são conceitos fundamentais para se compreender em um nível elementar como ele trata o problema da relação entre conhecimento e contingencia.
PhilPapers/Archive ID
DEOIME
Upload history
Archival date: 2017-06-17
View other versions
Added to PP index
2017-06-17

Total views
1,415 ( #2,955 of 2,454,449 )

Recent downloads (6 months)
96 ( #6,386 of 2,454,449 )

How can I increase my downloads?

Downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks on external links on PhilPapers.