E quando ser o que se é tornou-se uma fundada suspeita: elementos de um estética de classe e do preconceito

O Público E o Privado 14 (28):223-251 (2016)
  Copy   BIBTEX

Abstract

O presente artigo relata a estética de classe de um grupo social que foi chamado de pirangueiro. A partir de uma pesquisa observacional, com amparo referencial nas teorias do habitus e do campo, em Bourdieu, baseada na técnica de flanagem, reconstruiu-se a ideia do subcampo da moda de resistência, que se apresenta como contraposição ao campo da moda dominante. Com essa moda de resistência, o jovem pirangueiro traz um elemento de auto-distinção e, ao mesmo tempo, um critério de preconceito.

Analytics

Added to PP
2017-06-15

Downloads
523 (#15,765)

6 months
26 (#40,040)

Historical graph of downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks on external links on PhilPapers.
How can I increase my downloads?