Results for 'Deus'

71 found
Order:
See also
Flávio Rocha de Deus
Bahia State University
  1. Deus Ex Machina: A Cautionary Tale for Naturalists.Cailin O'Connor, Nathan Fulton, Elliott Wagner & P. Kyle Stanford - 2012 - Analyse & Kritik 34 (1):51-62.
    In this paper we critically examine and seek to extend Philip Kitcher’s Ethical Project to weave together a distinctive naturalistic conception of how ethics came to occupy the place it does in our lives and how the existing ethical project should be revised and extended into the future. Although we endorse his insight that ethical progress is better conceived of as the improvement of an existing state than an incremental approach towards a fixed endpoint, we nonetheless go on to argue (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2. Deus está sonhando você”: Narrativa como Imitatio Dei em Miguel de Unamuno.Costica Bradatan & Jaimir Conte - 2008 - Princípios 15 (24):249-265.
    Traduçáo do artigo "'God is dreaming you': Narrative as Imitatio Dei in Miguel de Unamuno," artigo publicado originalmente Janus Head –Interdisciplinary Studies in Continental Philosophy, Literature, and the Arts , Volume 7, Issue 2.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. ““Deus Sive Vernunft: Schelling’s Transformation of Spinoza’s God”.Yitzhak Melamed - 2020 - In G. Anthony Bruno (ed.), Schelling’s Philosophy: Freedom, Nature, and Systematicity. Oxford University Press. pp. 93-115.
    On 6 January 1795, the twenty-year-old Schelling—still a student at the Tübinger Stift—wrote to his friend and former roommate, Hegel: “Now I am working on an Ethics à la Spinoza. It is designed to establish the highest principles of all philosophy, in which theoretical and practical reason are united”. A month later, he announced in another letter to Hegel: “I have become a Spinozist! Don’t be astonished. You will soon hear how”. At this period in his philosophical development, Schelling had (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  82
    Do comissariado de Deus à vontade do princeps': lei, autoridade e soberania no pensamento político medieval tardio.Raquel Kritsch - 2008 - Dois Pontos 5 (2).
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  14
    Teoria Clássica dos Conceitos e o Conceito de Deus (The Classical Theory of Concepts and the Concept of God).Ricardo Sousa Silvestre - 2021 - Filosofia Unisinos 2 (22):1-13.
    Ao mesmo tempo que o malogro da assim chamada teoria clássica dos conceitos - de acordo com a qual definições são a maneira apropriada de caracterizar conceitos - é um consenso, a filosofia metafísica da religião parece ainda lidar com o conceito de Deus de forma predominantemente definicional. Podemos então nos perguntar: Seria esse malogro suficiente para inviabilizar uma caracterização definicional do conceito de Deus? Meu propósito central neste artigo é responder essa pergunta. Adoto uma ênfase representacional. Em (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Deus, Mente e Mundo: Sobre os conceitos de Complicatio, Imago e Explicatio em Nicolau de Cusa.Osvaldo Ferreira De Andrade Filho - 2013 - Dissertation, UFRN, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  42
    Alma, Mundo, Deus: A Metafísica Fenomenologicamente Reduzida.Marcelo Fabri - 2019 - Basilíade - Revista de Filosofia 1 (1):25-39.
    Sendo a fenomenologia um modo não-especulativo de pensar, o artigo põe a questão sobre a possibilidade de descrever a metafísica em regime de redução fenomenológica, ou seja, a partir de uma atitude que não pretende discursar sobre o ser enquanto ser, mas sim a partir dos diferentes “modos de aparecer” dos principais “objetos” da metafísica: alma, mundo e Deus. Neste caso, que sentido deverá possuir, para o modo fenomenológico de pensar, o metá, presente na palavra metafísica?
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  63
    Cioran and the postmodernity: a critic of the metanarratives (PT-BR).Flávio R. Deus - 2019 - Revista Lampejo.
    Despite the diversity of perceptions of what postmodernity is, there is a point of convergence between a significant part of the scholars of the theme, which is characterizing this period as a period of bankruptcy and disbelief in totalizing ideas. Through the eyes of Emil Cioran, we see the great ideologies and metanarratives as desired eschatologies, defined by the author as utopias, in which, not only is a possibility of a rationalized end composed, but also an adequate form of end. (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  73
    O Sentido da Vida e o Propósito de Deus.Sagid Salles - 2010 - Fundamento: Revista de Pesquisa Em Filosofia 1 (1): 84-110.
    Este artigo trata de três objeções à teoria do propósito. Essa teoria afirma que o único sentido que a nossa vida pode ter é satisfazer um propósito que Deus nos atribuiu. A primeira objeção que trabalharei afirma que seria incompatível com a bondade de Deus que Ele nos punisse por não cumprirmos o seu propósito. A segunda sugere que a oferta de um céu por cumprirmos o seu propósito seria ofensiva, poderia ser encarada como exploração. Por fim, a (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  10. Kant e a Defesa da Causa de Deus: algumas considerações acerca do opúsculo kantiano sobre a teodiceia.Bruno Cunha - 2018 - Ética E Filosofia Política 1 (21):5-21.
    The article On the Miscarriage of All Philosophical Trials in Theodicy was published in 1791 on the pages of the monthly periodical berlinische Monatsschrift. By itself, the title of the article already seems to us quite enlightening. What would it be but a criticism of every attempt to justify the God's cause? Nevertheless, there are evidences that there is much more at stake. Thus, the purpose of this paper is to raise the question about the true meaning of the Kant`s (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11. Presença de Agostinho na test de Tomás de Aquino sobre o Conhecimento Humano: A Primeira parte da Suma de Teologia.André de Deus Berger - 2012 - Dissertation, UFSCAR, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  41
    Aspectos metafísicos na física de Newton: Deus.Bruno Camilo de Oliveira - 2011 - In Luiz Henrique de Araújo Dutra & Alexandre Meyer Luz (eds.), Coleção rumos da epistemologia. Florianópolis, SC, Brasil: pp. 186-201.
    CAMILO, Bruno. Aspectos metafísicos na física de Newton: Deus. In: DUTRA, Luiz Henrique de Araújo; LUZ, Alexandre Meyer (org.). Temas de filosofia do conhecimento. Florianópolis: NEL/UFSC, 2011. p. 186-201. (Coleção rumos da epistemologia; 11). -/- Através da análise do pensamento de Isaac Newton (1642-1727) encontramos os postulados metafísicos que fundamentam a sua mecânica natural. Ao deduzir causa de efeito, ele acreditava chegar a uma causa primeira de todas as coisas. A essa primeira causa de tudo, onde toda a ordem (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  50
    La "Antropología" de "Deus Caritas Est".Luis Santiago Lario Herrero & Santiago Lario Ladrón - 2007 - A Parte Rei 52:13.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. Conceptual Knowledge: Grounded in Sensorimotor States, or a Disembodied Deus Ex Machina?Ezequiel Morsella, Carlos Montemayor, Jason Hubbard & Pareezad Zarolia - 2010 - Behavioral and Brain Sciences 33 (6):455-456.
    If embodied models no longer address the symbol grounding problem and a conceptual system can step in and resolve categorizations when embodied simulations fail, then perhaps the next step in theory-building is to isolate the unique contributions of embodied simulation. What is a disembodied conceptual system incapable of doing with respect to semantic processing or the categorization of smiles?
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  22
    PRESENÇA DE AGOSTINHO NA TESE DE TOMÁS DE AQUINO SOBRE O CONHECIMENTO HUMANO: A PRIMEIRA PARTE DA SUMA DE TEOLOGIA.André de Deus Berger - 2012 - Dissertation, UFSCAR, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  92
    O nascimento de Deus segundo Nietzsche (resumo).Rafaelo Schmitt Faccini - 2012 - Anais Do Seminário Dos Estudantes da Pós-Graduação Em Filosofia da UFSCar.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  20
    O mal e as razões de Deus: O projeto de teodiceia e suas condições de adequação (Evill and the reasons of God: The theodicy project and its adequacy conditions).Ricardo Sousa Silvestre - 2012 - Filosofia Unisinos 13 (1):68-89.
    Our purpose in this paper is to contribute to the project of meta-theodicy, understood here as the elucidation of the concept of theodicy through the analysis of its adequacy. In our case, the analysis shall be made inside a framework including a taxonomical view of the theodical adequacy conditions which allows for a rigorously acceptable description of them as well as for a natural appraisal of the role, importance and intra-logical relations holding between them. The result of the analysis shall (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18. Amar a Deus e Amar a si: Imagens no Espelho da Experiência Mística em Marguerite Porete.Amanda Oliveira da Silva Pontes - 2016 - Dissertation, UFPB, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19. Para além da lei moral: morte de Deus e gratuidade de Feuerbach a Sartre.Paolo Stellino - 2017 - Revista Trágica: Estudos de Filosofia da Imanência 10 (1):60-72.
    O presente trabalho tem por objetivo mostrar o contexto filosófico e literário no qual evolui o seguinte problema: quais são as consequências da morte de Deus para a moral? Para responder a esta questão, focarei minha atenção sobre um período específico do pensamento ocidental, a saber, o que vai de Feuerbach (ou, da publicação da Crítica da razão pura de Kant em 1781) a Sartre e Camus, passando particularmente por Dostoievski e Nietzsche. Mais especificamente, analisarei a relação existente entre (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  86
    O nascimento de Deus segundo Nietzsche.Rafaelo Schmitt Faccini - 2012 - Dissertation, Unisinos, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  37
    Os Novos Caminhos Opostos da Utopia: O Homem Entre Deus e Animal.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    -/- OS NOVOS CAMINHOS OPOSTOS DA UTOPIA: O HOMEM ENTRE DEUS E ANIMAL -/- THE NEW OPPOSITE WAYS OF UTOPIA: THE MAN BETWEEN GOD AND ANIMAL -/- Por: Emanuel Isaque Cordeiro da Silva -/- Na Antiguidade, em particular em Aristóteles, os homens eram definidos por duas grandes oposições. Acima deles, havia os deuses; abaixo deles, havia os animais. O que os homens tinham em comum com um opunha-os ao outro; e o que os distinguia de um ligava-os ao outro. (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  15
    TEMPO DA DECISÃO E CHAMADO À DECISÃO NA PREGAÇÃO ÉTICO-ESCATOLÓGICA DE JESUS CRISTO: DA PROCLAMAÇÃO DO REINO DE DEUS NA TEOLOGIA ESCATOLÓGICO-EXISTENCIAL DE BULTMANN.Luiz Carlos Mariano da Rosa - 2020 - Revista Último Andar, Cadernos de Pesquisa Em Ciência da Religião, PUC/SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo [São Paulo, Brasil] 23 (36): 160 - 189.
    Se a pregação de Jesus consiste no pressuposto da teologia neotestamentária, segundo o pensamento de Bultmann, a análise do seu conteúdo emerge como fundamental para a compreensão do querigma cristão e da construção literário-teológica da comunidade primitiva. Dessa forma, o artigo se detém na pregação ético-escatológica de Jesus, que anuncia o reino de Deus e o tempo da decisão e o chamado à decisão, que converge para a radicalidade e exige a obediência escatológica enquanto realização da vontade de (...). Assim, escapando à condição de um dever que converge para a formação do caráter e ao princípio de determinação da comunhão humana, o artigo assinala que é a exigência do amor que se impõe à pregação escatológica de Jesus e a sua pregação ética e ao conhecimento da vontade de Deus, que implica o dever-ser e o poder-fazer envolvendo o bem incondicional em uma construção teórico-conceitual e subjetivo-existencial que envolve a consciência da situação-limite da existência e a necessidade de uma decisão existencial. (shrink)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  99
    A NIILIDADE E O ANONIMATO DE DEUS: O APOFATISMO DO MÍSTICO PSEUDO-DIONÍSIO, O AREOPAGITA.Lindomar Rocha Mota & Webert Cirilo Gonçalves - 2014 - Interações 9 (16):431-452.
    This article presented the apophatism of Pseudo-Dionysius the Areopagite, a mystical knowledge as refusing determine God as an objective concept and requires the abandonment of formulations that dare quit the Divine Mystery into categories. Therefore, it was necessary to discuss the principle, the difference between the apophaticism own ousia of Scholastic concludes that by reason of the impossibility of knowledge of the “substance” of the Absolute and the persona of the Areopagite concluded that, from personal a relationship and / existential (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  19
    O chamado à decisão entre o conhecimento da vontade de Deus e o arrependimento na teologia escatológico-existencial de Bultmann.Luiz Carlos Mariano da Rosa - 2020 - Caminhando 25 (3):161-184.
    Se a pregação de Jesus consiste no pressuposto da teologia neotestamentária, segundo o pensamento de Bultmann, a análise do seu conteúdo emerge como fundamental para a compreensão do querigma cristão e da construção literário-teológica da comunidade primitiva. Dessa forma, o artigo se detém na pregação ético-escatológica de Jesus, que anuncia o reino de Deus e o tempo da decisão e o chamado à decisão, que converge para a radicalidade e exige a obediência escatológica enquanto realização da vontade de (...). Assim, escapando à condição de um dever que converge para a formação do caráter e ao princípio de determinação da comunhão humana, o artigo assinala que é a exigência do amor que se impõe à pregação escatológica de Jesus e a sua pregação ética e ao conhecimento da vontade de Deus, que implica o dever-ser e o poder-fazer envolvendo o bem incondicional em uma construção teórico-conceitual e subjetivo-existencial que envolve a consciência da situação-limite da existência e a necessidade de uma decisão existencial. (shrink)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25. A Relação entre as Hipóteses e o Papel de Deus na Doutrina Newtoniana.Diego Aurino da Silva & Luiz O. Q. Peduzzi - 2012 - Temas de História E Filosofia da Ciência No Ensino.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26. Argumento Cético contra os Argumentos Ontológicos.Sagid Salles - 2010 - Investigação Filosófica 1 (1):1-21.
    Meu objetivo neste texto é apresentar uma resposta cética ao argumento ontológico tal como aparece em algumas de suas principais variações. O que todas essas variações têm em comum é tentar provar a existência de Deus a priori. Sustentarei que o sucesso de qualquer argumento desse tipo depende de dois pressupostos fundamentais, o primeiro é que existência é uma propriedade e o segundo que é uma perfeição. Mesmo aceitando que existência seja uma propriedade, recusarei que possamos saber se ela (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27. O Final Cut de Hume Contra o Argumento do Desígnio - Hume’s Final Cut Against the Argument of Design.Marília Côrtes Ferraz - 2013 - Revista Natureza Humana 15:133-166.
    Com base na crítica que Hume faz ao argumento do desígnio, especialmente nas partes 10 e 11 dos Diálogos sobre a Religião Natural, meu objetivo neste artigo é, a partir de uma análise da relação entre a existência do mal no mundo e a suposta existência de uma divindade possuidora dos atributos tradicionais do teísmo, defender a tese segundo a qual o tratamento que Hume dá ao problema do mal corresponde, digamos assim, à cartada final – o último e decisivo (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  10
    A ONTOLOGIA DO TEMPO NO PENSAMENTO DE AGOSTINHO DE HIPONA.Vigevando A. De Sousa - 2019 - Polymatheia Revista de Filosofia.
    Neste trabalho, abordamos a concepção de tempo em Agostinho. Tal concepção, encontra-se fundamentada em sua obra: Confissões, livro XI. O desafio principal do bispo de Hipona é a busca de uma solução para o problema deixado pelos maniqueus, que é a respeito da ocupação de Deus antes de criar o céu e a terra. Por isso, o filósofo, de uma maneira muito especial, fala do tempo estabelecendo novas terminologias importantes para a compreensão dele. O objetivo dessa pesquisa é chegar (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29. Dos Problemas Filosóficos e suas Características.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    -/- DOS PROBLEMAS FILOSÓFICOS E SUAS CARACTERÍSTICAS -/- OF PHILOSOPHICAL PROBLEMS AND THEIR CHARACTERISTICS -/- Emanuel Isaque Cordeiro da Silva -/- l. A TENDÊNCIA FILOSÓFICA - A Filosofia surgiu graças à curiosidade humana. Os primeiros filósofos buscavam encontrar as respostas para perguntas perturbadoras sobre a verdade, o ser, a existência autêntica, o absoluto, a transcendência do espírito, a ideia de bem e mal, além de compreender esse mundo binário (o dilema: bem e mal) que tanto inquieta a humanidade desde seus (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  57
    Knowledge Beyond Reason in Spinoza’s Epistemology: Scientia Intuitiva and Amor Dei Intellectualis in Spinoza’s Epistemology.Anne Newstead - forthcoming - Australasian Philosophical Review 4 (Revisiting Spinoza's Rationalism).
    Genevieve Lloyd’s Spinoza is quite a different thinker from the arch rationalist caricature of some undergraduate philosophy courses devoted to “The Continental Rationalists”. Lloyd’s Spinoza does not see reason as a complete source of knowledge, nor is deductive rational thought productive of the highest grade of knowledge. Instead, that honour goes to a third kind of knowledge—intuitive knowledge (scientia intuitiva), which provides an immediate, non-discursive knowledge of its singular object. To the embarrassment of some hard-nosed philosophers, intellectual intuition has an (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. O conceito do belo em Agostinho de Hipona.Rogério Miranda de Almeida - 2019 - Basilíade - Revista de Filosofia 1 (1):09-23.
    Estas reflexões têm como principal objetivo mostrar como a concepção do belo em Agostinho de Hipona é tributária da tradição platônico-aristotélica e das Escrituras. No que tange à primeira influência, a ênfase é colocada nas noções de simetria, de proporção, de forma, de unidade e, portanto, de belo. No que diz respeito às Escrituras, Agostinho considera em primeiro lugar o papel da criação e a ação de Deus no universo como o Ser a partir do qual todas as coisas (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  55
    L'épistémologie jungienne et le Livre Rouge.Donato Santarcangelo - manuscript
    “Vocatus atque non vocatus Deus aderit." (C.G. Jung) -/- Dans le Liber Novus, la résonance des champs archétypiques, qui se manifeste dans dans le primat de l'imago et de l'imaginal, explose dans toute sa « pathique » évidence. L'archétype jungien semble contenir en soi l'écho du telos omniprésent qui parcourt la coincidentia oppositorum. On est alors amené à penser à la conception de Nicola Cusano.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33. Rozważania Franciszka Suareza nad zakresem działania mocy absolutnej Boga w odniesieniu do prawa naturalnego.Martyna Koszkało - 2012 - Filo-Sofija 12 (17):121-135.
    FRANCIS SUÁREZ’S VIEWS ON THE RELATION BETWEEN THE ABSOLUTE POWER OF GOD AND THE NATURAL LAW The article presents Francis Suárez’s views concerning the problem of the possibility of granting dispensation from the natural law by the absolute power of God. Suárez’s opinions on this matter were shown in his comprehensive work on the philosophy of law: De legibus ac Deo legislatore, in Book II De lege aeterna, naturali, et jure gentium, chapter XV entitled Utrum Deus dispensare possit in (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34. George Berkeley e a tradição platônica.Costica Bradatan & Jaimir Conte - 2009 - Princípios 16 (26):257-284.
    Existe já uma grande quantidade de literatura dedicada à presença na filosofia inicial de Berkeley de alguns assuntos tipicamente platônicos (arquétipos, o problema da mente de Deus, a relaçáo entre ideias e coisas, etc.). Baseados em alguns desses escritos, nas próprias palavras de Berkeley, assim como no exame de alguns elementos da tradiçáo platônica num amplo sentido, sugiro que, longe de serem apenas tópicos isolados, livremente espalhados nos primeiros escritos de Berkeley, eles formam uma perfeita rede de aspectos, atitudes (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  18
    Relações entre a noção de “cuidado-da-alma” e o “conhecimento de si” no Primeiro Alcibíades.Marcos Sidnei Pagotto-Euzebio - 2017 - Hypnos. Revista Do Centro de Estudos da Antiguidade 38 (1):93-108.
    O artigo busca apresentar as relações entre as exigências de cuidado-da-alma e a necessidade do conhecimento-de-si presentes no diálogo platônico Primeiro Alcibíades, indicando a forte ligação de tal aperfeiçoamento de si com o da pólis. Também as dimensões erótica, teológica, ética e política se encontram firmemente unidas no diálogo, visto que a formação do homem político exige o vínculo entre discípulo e mestre, sendo este o guia em direção ao reconhecimento da divindade, pois conhecer-se significa, ao final, conhecer a alma (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36. Commento al De visione Dei di Nicola Cusano.Andrea Fiamma - 2010 - Rivista di Ascetica E Mistica 1:35–82.
    Il lavoro consiste in una particolare rilettura del testo cusaniano, nella quale si cerca di evidenziare, tra le altre fonti, soprattutto la presenza di Meister Eckhart. La “discesa” nel fondo dell'anima è presentata come il culmine teoretico di quel cammino di visione a cui e-duca l'aegnima dell'icona. Per queste ragioni l'articolo punta sull'influsso della mistica speculativa in campo teoretico e di quella dottrina che M. Eckhart chiama “Generazione del Logos nell'anima”. Tale trattazione apre poi il senso dell'ampia sezione dedicata alla (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37. A importância das Reflexões sobre o otimismo para o desenvolvimento intelectual kantiano. Tradução e texto introdutório.Bruno Cunha - 2015 - Studia Kantiana 18:206-226.
    As Reflexões sobre o otimismo são as mais antigas reflexões kantianas sobre metafísica que aparecem no legado manuscrito [ handschiftlicher Nachlass ], remetendo-se ao fecho de 1753 ou 1754. Para justificar a importância de sua tradução, eu argumento que as consequências oriundas do problema da teodicéia, que cerceiam sua problemática, apresentam-se como alguns dos aspectos fundamentais do desenvolvimento intelectual kantiano no que concerne aos âmbitos da teologia racional e da ética. Por um lado, argumento que a crítica à teodicéia de (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38. Kant’s Robust Theory of Grace.Jacqueline Mariña - 2017 - Con-Textos Kantianos 6:302-320.
    In this paper I argue against two prevailing views of Kant’s Religion. Against commentators such as Michalson and Quinn, who have argued that Kant’s project in Religion is riddled with inconsistencies and circularities, I show that a proper understanding of Kant’s views on grace reveals these do not exist. And contra commentators that attribute to Kant at best a minimalist conception of grace, I show that Kant’s view of it is remarkably robust. I argue that Kant works with three different (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  39.  51
    The Problem with Reason.Kaius Ikejezie - manuscript
    Reason is the tool of our knowledge but in philosophy this tool encounters difficulties, especially, when it is faced with the big questions - the source of philosophy's deep disagreements. Another difficulty arises from the fact that philosophy and religion cross each other's path: the first draws deductions from rational principles in its approach to religion while the second does not remain firm on its terrain - it keeps looking for rational answers. In essence, this is what this article deals (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40. Arquétipos Morais: ética na pré-história.Roberto Thomas Arruda (ed.) - 2020 - Terrra à Vista.
    A tradição filosófica das abordagens da moral tem predominantemente como base conceitos e teorias metafísicas e teológicas. Entre os conceitos tradicionais de ética, o mais proeminente é a Teoria do Comando Divino (TCD). De acordo com a TCD, Deus dá fundamentos morais à humanidade desde sua criação e por meio de revelações. Assim, moralidade e divindade seriam inseparáveis desde a civilização mais remota. Esses conceitos submergem em uma estrutura teológica e são principalmente aceitos pela maioria dos seguidores das três (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  24
    La Necessità Della Natura E la Necessità Dei Dialettici. Un’Analisi Della Distinzione Tra Necessità Assoluta E Necessità Condizionata Tra XI E XII Secolo.Irene Binini - 2021 - Noctua 8 (1–2):263-302.
    This essay examines the way in which the modal concept of necessity was discussed and analyzed in some eleventh- and early twelfth-century sources, such as Peter Damian’s De divina omnipotentia, Anselm of Canterbury’s Cur deus homo and several anonymous commentaries on Aristotle’s De interpretatione that were presumably composed in the first two decades of the twelfth century by logicians connected to William of Champeaux’s and Peter Abelard’s milieu. My aim is to offer a comparison of these different sources with (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42. A crítica de Hume ao argumento do desígnio.José Oscar de Almeida Marques - 2005 - Doispontos 1 (2):129-147.
    A Crítica de Hume ao Argumento do Desígnio José Oscar de Almeida Marques Dep. de Filosofia – UNICAMP -/- RESUMO: É comum considerar que o chamado “argumento do desígnio” (o argumento a posteriori para provar a existência de Deus a partir da ordem e funcionalidade do mundo) teria sido refutado ou seriamente abalado por Hume. Mas a natureza e o alcance dessa alegada refutação são problemáticos, pois Hume muitas vezes expressou suas críticas através de seus personagens e evitou assumi-las (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  47
    Dialectic and Existence in Kierkegaard and Kant.Nythamar Fernandes De Oliveira - 2001 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 46 (2):231.
    Este artigo procura examinar em que medida a filosofia moral de Kierkegaard se apóia na crítica kantiana da razão dialética. Mostra-se que a rejeição kantiana da prova ontológica da existência de Deus significa um afastamento da incerteza objetiva em direção à certeza prática, enquanto a dialética kierkegaardiana da existência permite que a verdade seja tomada como sendo tanto pessoal quanto objetiva. Se a concepção kierkegaardiana de existência não pode ser separada do Paradoxo Absoluto ou se nem sequer pressupõe a (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  8
    FRANKENSTEIN OU O PROMETEU MODERNO E O PROGRESSO CIENTÍFICO.Mariana Dias Pinheiro Santos - 2021 - Desenredos 13 (36):125-135.
    Durante uma competição que envolveu Lord Byron, Polidori e Percy Shelley, numa prova de quem seria capaz de criar a melhor história de horror, nasce o rascunho de o que conhecemos hoje como Frankenstein. Aprovado e exaltado pela crítica, o novo romance de horrores, que marca o início da segunda fase do gótico, é tido por Walter Scott como uma obra que investiga as condições e implicações do conhecimento e da imaginação humana. Não é novidade que o gênero gótico é (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45. AS SOMBRAS CEGAS DE NARCISO (um estudo psicossocial sobre o imaginário coletivo).Roberto Thomas Arruda (ed.) - 2020 - Terra à Vista.
    No presente trabalho, vamos abordar algumas das questões essenciais sobre o imaginário coletivo e suas relações com a realidade e a verdade. Devemos encarar esse assunto em uma estrutura conceptual, seguida pela análise factual correspondente às realidades comportamentais demonstráveis. Adotaremos não apenas a metodologia, mas principalmente os princípios e proposições da filosofia analítica, que com certeza serão evidentes ao longo do estudo e podem ser identificados pelos recursos descritos por Perez[1] : Rabossi (1975) defende a ideia de que a filosofia (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46. Conceitos Budistas de Raiz - em linguagem de hoje.Roberto Arruda - 2021 - São Paulo - Brasil: edição gratuita - Terra à Vista.
    Buda não ergueu uma religião; fez filosofia e ciência. Foi o precursor do realismo científico, da psicanálise, da filosofia analítica, do existencialismo, do feminismo, da epistemologia, da teoria e crítica do conhecimento, da psicologia social, da psicologia positiva, do preservacionismo ecológico e de conceitos relativos à matéria e à energia que só muito recentemente a física quântica pôde comprovar. Saber adequadamente o que é Budismo é essencial para a formação e cultura de qualquer pessoa que não queira ser simplesmente mais (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  35
    Expressão e inteligibilidade: uma teoria cognitiva em torno da harmonia universal.Sofia Araújo - 2016 - In Juan Antonio Nicolás, Manuel Sánchez, Miguel Escribano, Herrera Laura, Higueras Manuel, Palomo Miguel & José María Gómez Delgado (eds.), La monadología de Leibniz a debate. Granada: Editorial Comares. pp. 105-115.
    O que é a «harmonia universal»? Uma causa, um efeito, um estado-de-coisas? Como Leibniz escreve a este respeito numa carta a Magnus Wedderkopf, a última razão para o intelecto divino e, consequentemente, a vontade de Deus, é a harmonia. Porém, como razão última, nada existe para lá da própria harmonia. Segundo o raciocínio leibniziano, a harmonia pode assim ser perspetivada não só como um estado-de-coisas, mas também como causa da própria organização das coisas. Muito embora a harmonia possa ser (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48. Information Monism - and its Concepts of Substance, Attributes, and Emergent Modes.Dan Kurth - manuscript
    In this paper I try to combine the objectology of Meinong with a neutral substance monism of the kind originally proposed by Spinoza (deus sive natura). Yet Spinoza was still stuck in the Cartesian paradigm and therefore rather gave a dual monism (extensio et intellectus) than a proper neutral monism. I propose that there are only two attributes of the one substance: existence and non-existence. Everything else is/are mere modes of them.
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49. O Sacerdócio Como Vocação: Motivos de Entrada No Seminário.Eduardo Duque & Cícero Pereira - 2015 - Theologica 50 (1):63-83.
    English: We analyzed the motivations that Catholic seminarians in Portugal evoke as important factors for their decision to follow the priesthood. We proposed working hypotheses according to which the speech of seminarians could reflect both the influence of classical religious socialization, agents like family and the parish community, as well as more subjective elements related to the idea of a vocation to the priesthood. The results indicated the presence of these factors and showed that the reasons related to the priestly (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  39
    Footnote Fixation- Collegiality in Academic Spinoza Studies A Methodology and a Mindset That Misleads the Unwary.Charles Milton Saunders - manuscript
    Once in a great while a series of unintentional mistakes which could go unremarked, reach a mass and a wide distribution. When that occurs these mistakes take on a new life and somehow become established as a canon of 'scholarly' research. In the case of the extant literature in Spinozan academic writing, this has now gone far beyond the tipping point. Virtually all of the commentary, journals, conferences, courses and internet sites, now uniformly speak as one voice. And that voice (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 71