Popper e a objetividade do conhecimento científico: a ciência provisória e a verdade temporária

Download Edit this record How to cite View on PhilPapers
Abstract
Se a leitura da epistemologia clássica e a perspectiva dos adeptos do “empirismo lógico” assinalam que a ciência demanda a exclusão de tudo aquilo que não se impõe ao horizonte que envolve a dedutibilidade analítica e a verificabilidade, Karl Popper defende que mais do que saber quando e em que condição uma teoria dialoga com a verdade a relevância não acena senão para a demarcação entre ciência e não ciência, particularmente no tocante às fronteiras que abrangem a ciência que carrega autenticidade [que emerge através da construção de Newton, submetida ao aperfeiçoamento e à correção de Einstein] e as ideologias [marxismo e psicanálise], tornando-se imprescindível a busca de uma resposta para a questão referente ao critério capaz de estabelecer o estatuto científico de um universo teórico ou de um enunciado.
PhilPapers/Archive ID
DARPEA-3
Upload history
Archival date: 2021-11-28
View other versions
Added to PP index
2021-11-28

Total views
23 ( #64,092 of 65,514 )

Recent downloads (6 months)
23 ( #32,853 of 65,514 )

How can I increase my downloads?

Downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks on external links on PhilPapers.