Notas Sobre a Liberdade da Vontade em Agostinho e Anselmo

Download Edit this record How to cite View on PhilPapers
Abstract
A noção de que a vontade é um bem dado à criatura racional está presente tanto na reflexão de Agostinho como naquela de Anselmo, quando ambos abordam o tema do livre-arbítrio. No entanto, a forma de considerar a vontade difere em cada um deles: para Anselmo, a liberdade será pensada como a reta determinação da vontade para o bem, é o poder de não pecar, expressão da retidão da vontade; já para Agostinho, a vontade livre será pensada como um bem intermediário, que pode aderir ao bem supremo ou afastar-se dele e converter-se para um bem que lhe é próprio, exterior ou inferior. O objetivo deste artigo é apresentar algumas notas de leitura sobre (1) a liberdade da vontade em Agostinho e (2) sobre a definição de liberdade em Anselmo.
PhilPapers/Archive ID
MARNSA-9
Upload history
Archival date: 2020-07-24
View other versions
Added to PP index
2020-07-24

Total views
138 ( #38,007 of 2,448,516 )

Recent downloads (6 months)
58 ( #10,581 of 2,448,516 )

How can I increase my downloads?

Downloads since first upload
This graph includes both downloads from PhilArchive and clicks on external links on PhilPapers.