Results for 'sindacato, conflitto, movimenti, sindacalismo, movimento operaio'

88 found
Order:
  1.  43
    Il sindacato tra conflitto e movimenti.Antonio Chiocchi - 1990 - Società E Conflitto:9-28.
    Il sindacato tra conflitto e movimenti. Qualche cenno storico e alcuni nodi teorici fino al Sessantotto.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  43
    Costituzione e lavoro.Antonio Chiocchi - 2013-2014 - Società E Conflitto:1-30.
    La relazione complessa e conflittuale tra Costituzione e lavoro nell'Italia repubblicana.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. Marx, rivoluzione e conflitto.Antonio Chiocchi - 1998 - Società E Conflitto (17/18):1-20.
    Il concetto di rivoluzione e di conflitto in Marx.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4. Rivoluzione E Conflitto.Antonio Chiocchi - 1995 - Avellino, Italy: Associazione culturale Relazioni.
    Alcune delle principali categorie politiche che hanno accompagnato l'evoluzione del pensiero e della prassi della rivoluzione e del conflitto.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. Identidade, Movimento e Não-contradição em Platão e Aristóteles.Arnaldo Martins de Oliveira - 2013 - Dissertation, Universidade São Judas Tadeu, Brazil
    Platão trata no Parmênides das formas ideais e do seu modelo de identidade relacionando-o ao modelo de ser eleata através da noção de um. Tendo concluído a incompatibilidade entre este modelo de atribuição e os seres mutáveis em uma realidade múltipla, ele percebeu que a noção de não-ser deveria ser desvinculada do entendimento de Parmênides através da nova noção de não-ser como diferença apresentada no Sofista. Paralelamente, Aristóteles apresenta um ordenamento parecido através da sua teoria física sobre o movimento, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Ato e Potência: um estudo sobre a relação entre ser e movimento no livro Theta da Metafísica de Aristóteles.Alexandre Lima - 2005 - Dissertation, UFSC, Brazil
    Com o propósito de analisar a relação entre ser e movimento a partir dos conceitos de ato e potência, elaboramos um mapeamento do livro Θ da Metafísica, capaz de orientar o entendimento de sua estrutura central. Visto como um dos modos de se dizer o ser, o ser em ato e em potência é parte integrante e fundamental da investigação metafísica. A distinção entre ser em ato e em potência pretende resolver o clássico problema do não-ser que vem a (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  40
    La giustizia nelle interazioni delle transizioni post-conflitto.Emanuela Ceva - 2017 - Laboratorio di Politica Comparata E Filosofia Pubblica 3:5-22.
    I processi di transizione post-conflitto pongono questioni prominenti per l’agenda politica globale. Si pensi, per esempio, alla transizione democratica in Sud Africa dopo la fine dell’Apartheid o alla ricostruzione politica dei paesi facenti parte dell’ex-Jugoslavia all’indomani delle guerre dei Balcani. Quali principi normativi dovrebbero informare tali processi? Questa domanda è al cuore del crescente dibattito sulla “giustizia transizionale”. Questo dibattito si è concentrato principalmente sulla rettificazione delle ingiustizie occorse a causa dei torti perpetrati e subiti dalle parti coinvolte. Di conseguenza, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Natureza E Movimento: Um Estudo da Física E da Cosmologia Aristotélicas.Fátima Évora - 2005 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 15 (1).
    O objetivo deste artigo é discutir a teoria do movimento de Aristóteles que, por sua vez, está estreitamente associada a sua cosmologia, onde o Universo é concebido como aquilo que nunca foi gerado, nem é possível perecer, não teve começo, nem terá fim, visto que a matéria, ela mesma, nunca foi gerada.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  9.  85
    Potere politico e gioco di alleanze in Machiavelli. Funzione del conflitto sotto un governo principesco.José Luiz Ames - 2013 - Filosofia Politica 27 (2):227-250.
    The essay analyses the originality of Machiavelli's reflection about the conflict under the Prince's government, in order to point out concordances and differences with the role - more extensively studied - of conflict within a republic. The questions analysed are, first of ali, the Prince's necessity of foreseeing the institutional structures for the regulation of conflict; then, the issue of alliances for the Prince who, having taken the power with the support of the great or of the people, needs popular (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  39
    L’eterno Movimento Della Physis. Alcune Riflessioni Su Empedocle Di Agrigento [the Everlasting Movement Of The Physis. Some Considerations About Empedocle From Agri­gento].Federica Montevecchi - 2007 - la Società Degli Individui 28:9-22.
    Il saggio tratta della figura di Empedocle – pensiero e uomo insieme, per­fettamente coerenti uno con l’altro – considerandolo come un pensatore di confine, un symbolon, nel quale s’incontrano senza fondersi e senza pre­varicarsi due universi, quello del mythos e quello del logos, con tutte le lo­ro rispettive e complesse implicazioni. Tutto ciò è necessario per com­prendere la lettura che Empedocle presenta della physis, processo naturale e modo di essere ad un tempo, che si esplicita nelle quattro radici – acqua, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  16
    Movimento da razão especulativa à razão prática em Kant: contribuições de Wilhelm Windelband para interpretação do método crítico: Série 2 / Movements from speculative reason to practical reason in Kant’s system: Contributions from Wilhelm Windelband to the critical method.Luis Roselino - 2008 - Kant E-Prints 3:67-87.
    This article intend to elucidate how Wilhelm Windelband employed the Kantian critic method without devoid its typical features, going through this, what is fundamental for the approach from speculative reason to practical reason would be identified. We understand that practical reason, as a theoretical interest, is prefigured on the first critic, and that the Kantian system suffers mutations until his second critic formulation. Windelband’s critical view, can offer the tips of how to interpreter Kant’s passage from speculative to practical reason, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  22
    Max Weber: movimento cíclico da dominação legítima.Marcos Seneda - 2018 - In Anor Sganzerla, Antonio José Romera Valverde & Ericson Falabretti (eds.), O pensamento político em movimento: ensaios de filosofia política. Curitiba, Brasil: PUCPress. pp. 147-165.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  71
    Speed Racer e a semiótica do movimento no desenho animado.Rafael Duarte Oliveira Venancio - 2011 - Semeiosis 3 (1).
    O presente artigo busca analisar, no aspecto da imagem audiovisual e focando na questão do movimento, a série televisiva de desenho animado Speed Racer ( Mach Go Go Go , 1967-68). Utilizando a teorização de Gilles Deleuze acerca da imagem-movimento e seus aspectos semióticos, o objetivo aqui é ver como um desenho animado, utilizando a chamada animação limitada, consegue representar o movimento automobilístico sem precisar mobilizar inúmeros elementos de animação ou mesmo rotoscopiar imagens de corridas de carros. (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. NATUREZA E MOVIMENTO EM GALILEU: críticas à concepção aristotélica de movimento natural.Luiz Antonio Brandt - 2013 - XVI Semana Acadêmica de Filosofia da Unioeste.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. HIP HOP – Sujeito e(m) movimento.Raphael de Morais Trajano - 2016 - Dissertation, Universidade Federal Fluminense, Brasil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  16.  83
    “Il governo del corpo attraverso il movimento disciplinato e la ricerca della variazione intensiva nella contact improvisation.”.Claudia Landolfi - 2014 - Passparnous 17 (2281-9223).
    The object of this investigation is the connection between dance and modern philosophy. The body has been disciplined in modern era in a very peculiar way which is conveyed into governmental processes of optimization of the bodily potentiality. Dance has not only an aesthetic value but a political one. In this contribution I analyse the government of the body through disciplined movement and the research for the intensive variations in the contemporary sperimental 'contact improvisation'.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  21
    Discussão Acerca do Movimento em Aristóteles.Tennessee Williams Monteiro Matos - 2009 - XVII Congresso de Iniciação Científica.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18. O Fim Como Princípio do Homem- Uma Interpretação Sobre a Influência da Noção de Movimento Nos Primeiros Livros da Ética Nicomaquéia de Aritóteles.Daniel do Valle Pretti - 2012 - Dissertation, Universidade Federal Do Espírito Santo, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  22
    Desire and Cognition in Aristotle’s Theory of the Voluntary Movements of Animal Locomotion.Daniel Simão Nascimento - 2017 - Filosofia Unisinos 18 (2).
    Duas das principais controvérsias que têm ocupado aqueles que se dedicam à teoria aris- totélica do movimento animal são a controvérsia acerca da forma da cognição através da qual um animal irracional apreende um objeto como um objeto de desejo e a controvérsia acerca da função desempenhada pela cognição na explicação aristotélica dos movimentos voluntários de locomoção animal. Neste artigo, eu apresento uma teoria acerca das formas como o desejo e a cognição se articulam na teoria aristotélica segundo a (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  14
    La battaglia di Genova.Antonio Chiocchi - 2001 - Focus on Line:1-8.
    La nuova conflittualità tra movimenti e poteri globali: in memoria di Carlo Giuliani.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  21.  18
    Dismisure.Antonio Chiocchi - 2002 - Avellino, Italia: Associazione culturale Relazioni.
    Potere, conflitto, globalizzazione. Poteri globali contro conflitti globali.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  22. Sui paradossi della critica esterna. Marcuse, i bisogni indotti e i desideri di massa.Marco Solinas - 2014 - Consecutio Temporum (6):1-16.
    The paper presents a critique of Marcuse’s theory of “false needs”. It aims to clear the theoretical ground necessary to sketch out an immanent critique of the socio-economical dynamics that dictate the exhausting, and oft endless postponement of the satisfaction of a multiplicity of mass needs and desires. The paper focuses its attention on some paradoxes produced by Marcuse’s theory, correlated in particular with the critique of the wellbeing of the masses, and with the manipulative superpower ascribed to ideology. These (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  28
    Intorno al concetto di emarginazione.Antonio Chiocchi - 1995 - Società E Conflitto 11:3-67.
    La fitta trama di relazioni e contraddizioni tra sviluppo e sottosviluppo, emarginazione e marginalità, controllo e conflitto.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  24.  24
    Libertà e comunità.Antonio Chiocchi - 2000 - Focus on Line 2000 (6): 1-10.
    Reinterrogando due categorie chiave del pensiero politico occidentale.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25. L'Altro E Il Dono.Chiocchi Antonio - 2014 - "Avellino, Italia": "Associazione culturale Relazioni".
    Il rapporto tra l'ontologia dell'essere e l'alterità del dono, in una relazione di critica delle forme del potere.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26. Catastrofi del politico.Antonio Chiocchi - 2010 - Avellino, Italy: Associazione culturale Relazioni.
    Teatro di senso, razionalità e categorie della lotta armata.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  39
    Elogio del pensiero ricognitivo. Non solo diritto del lavoro.Antonio Chiocchi - 2000 - Avellino, Italia: Associazione culturale Relazioni.
    Intorno e oltre l'itinerario culturale di Gaetano Vardaro.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28. Il Lungo Assedio.Antonio Chiocchi - 2014 - Avellino, Italy: Associazione culturale Relazioni.
    Lavoro e diritti dalla Costituzione alla "Riforma Fornero".
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  53
    Moto perpetuo.Antonio Chiocchi - 2009 - Avellino, Italy: Associazione culturale Relazioni.
    Dai movimetni del '68 alla mobilitazione mondo.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  9
    Affordances Sociais e a Tese da Mente Estendida.Eros Carvalho - 2018 - Proceedings of the Brazilian Research Group on Epistemology 2018: Social Epistemology.
    A tese da mente estendida alega que ao menos alguns processos cognitivos se estendem para além do cérebro do organismo no sentido de que eles são constituídos por ações realizadas por esse organismo no ambiente ao seu redor. Um movimento mais radical seria alegar que ações sociais realizadas pelo organismo poderiam pelo menos constituir alguns dos seus processos cognitivos. Isso pode ser chamando de tese da mente socialmente estendida. Baseando-me na noção de affordance tal como ela foi desenvolvida na (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. Machiavelli and the education: the formation of the good citizen.José Luiz Ames - 2008 - Trans/Form/Ação 31 (2):137-152.
    Machiavelli is commonly known by a political theory associated to his name: "machiavellism". The initial effort of the article is to take apart Machiavellian thought from such a conception. After this it tries a detailed analysis of all occurrences of the term "education", which amounts to eleven times in his work. The hypothesis by which our reflexion is guided is that education is conceived by Machiavelli as a force addressed to control the desire's as well as the nature's inherent movement (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  83
    Le seconde generazioni di stranieri in Italia.Luca Corchia - 2015 - In Mario Aldo Toscano & Antonella Cirillo (eds.), Xenia. Nuove sfide per l'integrazione sociale. Milano: FrancoAngeli. pp. 161-174.
    1. Introduzione; 2. Definizioni: chi sono gli immigrati di seconda generazione?; 3. Precauzioni: declinare il concetto di seconda generazione al plurale?; 4. Specificità: in che cosa sono diverse dalle prime generazioni?; 4.1. Il differenziale linguistico; 4.2. L’acculturazione tra comunità di origine e di accoglienza; 4.3. La disposizione verso la partecipazione alla vita pubblica; 4.4. Prospettive di autorealizzazione e conflitto intergenerazionale; 4.5. La socializzazione illusoria e il rischio di downward assimilation; Riferimenti bibliografici.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  55
    Deve a Interpretação Musical Ser Eticamente Condicionada?António Lopes - manuscript
    The paper addresses the issue of ethical obligations in the performance of musical works in the Western classical tradition, arguing that there are indeed such obligations, although they are not categorical. -/- PT: Na tradição clássica ocidental, as obras de arte musicais, teatrais e, até certo ponto, as coreografias, são criadas por artistas-autores, mas necessitam de ser executadas por intérpretes (instrumentistas, cantores e maestros, actores e encenadores, bailarinos, etc.). Estes são assim chamados porque existe sempre uma dose de descricionariedade, não (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  50
    O retorno do trágico em "Assim falava Zaratustra".Paulo Alexandre E. Castro - 2004 - Revista Portuguesa de Filosofia 60 (1):137-149.
    O presente artigo pretende abordar o conceito de trágico, entendido como elemento principal ou elemento orquestrador do projecto nietzschiano em busca de uma determinação para uma nova forma de existência estética. Objectivo do autor é, pois, em primeiro lugar, explicitar o sentido da nova existência estética tal como Nietzsche, pela mão de Zaratustra, imputa à figura do Übermensch, o qual estabelece um projecto de justificação estética; em segundo lugar, trata-se de mostrar que o conceito de 'trágico'está estreitamente relacionado com o (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35. Ensaios sobre a filosofia de Hume.Jaimir Conte, Marília Cortês de Ferraz & Flávio Zimmermann - 2016 - Santa Catarina: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
    1. Hume e a Magna Carta: em torno do círculo da justiça, Maria Isabel Limongi; 2. Hume e o problema da justificação da resistência ao governo, Stephanie Hamdan Zahreddine; 3 O surgimento dos costumes da sociedade comercial e as paixões do trabalho, Pedro Vianna da Costa e Faria; 4. O sentido da crença: suas funções epistêmicas e implicações para a teoria política de Hume, Lilian Piraine Laranja; 5. O Status do Fideísmo na Crítica de Hume à Religião Natural, Marília Côrtes (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36. Fasi e momenti della speculazione hegeliana.Stefano Ulliana (ed.) - 2012 - www.simplicissimus.it.
    Questo breve volumetto cerca di descrivere in modo abbastanza rapido, ma nello stesso tempo preciso ed articolato, la struttura in divenire del pensiero di G.F.W. Hegel. Dalla sua prima fase, animata dagli ideali giacobini e rivoluzionari, alla sua conclusione, quando il pensiero hegeliano sembrava prestarsi bene - come strumento ideologico - al movimento di restituzione regressiva ed autoritaria del potere, imposto dallle sconfitte di Napoleone e dal Congresso di Vienna. Il testo è stato prodotto come tesina per il superamento (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37. Per Lo "Spirito" Della "Revoluzione". Il Concetto di Infinito Nella Filosofia di Giordano Bruno.Stefano Ulliana (ed.) - 2012 - Www.Simplicissimus.It.
    Le argomentazioni presentate in questo testo costituiscono le conclusioni ultime e definitive di un lavoro di ricerca, che ha investito l’insieme dei "Dialoghi Italiani", riuscendo a reperire ed a far emergere quello che pare il nucleo più profondo ed importante – il vero e proprio elevato fondamento – della speculazione bruniana: la presenza attiva di un concetto triadico teologico-politico – il "Padre", il "Figlio" e lo "Spirito" della tradizione trinitaria cristiana – però riformulato attraverso il capovolgimento rivoluzionario di questa stessa (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  70
    Produção de conhecimento: uma característica fundamental das sociedades humanas.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    Produção de conhecimento: uma característica fundamental das sociedades humanas -/- 1. As diferentes formas de conhecimento A espécie humana não se limita a sobreviver no mundo. Ela também procura entendê-lo e modificá-lo de acordo com as diferentes formas como percebe a realidade. Essa busca, que articula a realidade objetiva e a subjetiva, é a matriz sobre a qual se constrói o que convencionamos chamar de conhecimento. Podemos definir o conhecimento como toda compreensão e prática adquiridas, cuja memória e transmissão permitem (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39. Di alcuni passaggi in Alda Merini.Antonio Chiocchi - 2010 - Società E Conflitto (41/42):1-15.
    La vita come passaggio alla poesia e la poesia come passaggio alla vita.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  11
    Introdução a Cidadania e aos Direitos Humanos.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    Há uma vinculação direta entre democracia, cidadania e direitos humanos. Uma sociedade será mais democrática à medida que os direitos de cidadania se ampliarem para uma quantidade maior de seus membros. Nesse sentido, qual é o critério utilizado para definir o grau de expansão da cidadania em uma sociedade? • Cidadania Com base na trajetória histórica inglesa, o sociólogo T. H. Marshall2 estabeleceu uma divisão dos direitos de cidadania em três estágios. O primeiro ocorre com a conquista dos direitos civis (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  11
    Expressões Históricas da Democracia.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    Emanuel Isaque Cordeiro da Silva1 eisaque335@gmail.com WhatsApp: (81) 97109-4655 -/- Somente a partir do século XX, a democracia passou a ser considerada por muitos um critério de legitimação da vida política. Ao longo de sua trajetória, o pensamento democrático se modificou, incorporando e abolindo diferentes elementos. Desse modo, duas expressões da democracia, a direta e a representativa, tiveram lugar na história ocidental. Democracia direta Na democracia clássica, em Atenas, todos aqueles que fossem considerados cidadãos podiam e deviam participar da criação (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  10
    História da Sociologia: O desenvolvimento da sociologia contemporânea.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    HISTÓRIA DA SOCIOLOGIA: O DESENVOLVIMENTO DA SOCIOLOGIA I -/- A SOCIOLOGIA CONTEMPORÂNEA -/- HISTORY OF SOCIOLOGY: THE DEVELOPMENT OF SOCIOLOGY I THE SOCIOLOGY CONTEMPORANY -/- Emanuel Isaque Cordeiro da Silva – IFPE-BJ, CAP-UFPE e UFRPE. E-mails: eisaque335@gmail.com e eics@discente.ifpe.edu.br WhatsApp: (82)98143-8399. -/- PREMISSA -/- Se até a década de 1960 podia-se falar em uma Sociologia dividida por países, após essa época, tendo em vista um processo significativo de circulação de informações pelos mais variados meios de comunicação, pode-se dizer que os (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  10
    Teoria Democrática Contemporânea.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    A partir do século XIX, a teoria democrática foi desenvolvida com base no confronto entre duas doutrinas políticas: o liberalismo e o socialismo. O liberalismo é um projeto que defende as limitações dos poderes governamentais, buscando a proteção dos direitos econômicos, políticos, religiosos e intelectuais dos membros da sociedade. Ou seja, para os liberais o poder do Estado deve ser limitado, pois eles acreditam que a verdadeira liberdade depende da menor interferência possível do Estado e das leis nesses direitos. A (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  9
    Crítica à Metafísica.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva & Alana Thaís da Silva - manuscript
    -/- FILOSOFIA: CRÍTICA À METAFÍSICA -/- PHILOSOPHY: CRITICISM TO METAPHYSICS -/- Por: Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - UFRPE Alana Thaís Mayza da Silva - CAP-UFPE RESUMO: A Metafísica (do grego: Μεταφυσική) é uma área inerente à Filosofia, dito isto, é uma esfera que compreende o mundo e os seres humanos sob uma fundamentação suprassensível da realidade, bem como goza de fundamentação ontológica e teológica para explicação dos dilemas do nosso mundo. Logo, não goza da experiência e explicação científica com (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  9
    A Consolidação da Sociedade Capitalista e a Ciência da Sociedade.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    PREMISSA No século XIX, ocorreram transformações impulsionadas pela emergência de novas fontes energéticas (água e petróleo), por novos ramos industriais e pela alteração profunda nos processos produtivos, com a introdução de novas máquinas e equipamentos. Depois de 300 anos de exploração por parte das nações europeias, iniciou -se, principalmente nas colônias latino-americanas, um processo intenso de lutas pela independência. É no século XIX, já com a consolidação do sistema capitalista na Europa, que se encontra a herança intelectual mais próxima da (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  9
    Breve Histórico do Ensino de Filosofia no Brasil.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    O ensino de filosofia seguiu uma rota tortuosa desde a colônia até os tempos atuais. O breve histórico desse percurso tem o objetivo de reafirmar a necessidade dessa disciplina no currículo escolar, sobretudo porque sempre há aqueles que a consideram de pouca importância. No entanto, em um mundo cada vez mais pragmático, a formação exclusivamente técnica de nossos jovens dificulta o processo de conscientização crítica, além de desprezar a herança de uma sabedoria milenar. Os primeiros tempos No Brasil, desde o (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47. A Aquisição Dos Primeiros Princípios.Jaqueline Stefani - 2014 - Dissertatio 40:11-37.
    Examina-se a função da dialética, da indução e da inteligência intuitiva na aquisição dos primeiros princípios em Aristóteles, enfatizando a análise de Segundos Analíticos I 18, II 19 e Tópicos I 2. Afirma-se que o processo de aquisição requer a indução, que leva a perceber o universal nos particulares, a dialética, com seus critérios e testes baseados em endoxa para que, então, os primeiros princípios possam ser apreendidos de forma inequívoca pela inteligência, disposição responsável por conhecer os princípios. Vê-se a (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  8
    Sociologia do Trabalho: O Trabalho e a Sua Evolução Conceitual ao Longo Da História – Sobre A Definição de Trabalho.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    SOCIOLOGIA DO TRABALHO: O TRABALHO E A SUA EVOLUÇÃO CONCEITUAL AO LONGO DA HISTÓRIA – SOBRE A DEFINIÇÃO DE TRABALHO -/- -/- SOCIOLOGY OF WORK: WORK AND ITS CONCEPTUAL EVOLUTION THROUGH HISTORY – ON THE DEFINITION OF WORK -/- -/- Emanuel Isaque Cordeiro da Silva – IFPE-BJ, CAP-UFPE e UFRPE. E-mails: eisaque335@gmail.com e eics@discente.ifpe.edu.br. WhatsApp: (82)98143-8399. -/- -/- RESUMO -/- Começamos, diminuto, com uma análise da complexidade do conceito de “trabalho”. Apresento ao leitor as várias interpretações que o mesmo termo (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  8
    No Limiar do Pensamento Social: Novas Formas de Pensar a Sociedade.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    INTRODUÇÃO Para compreender como a Sociologia nasceu e se desenvolveu, é essencial analisar as transformações que ocorreram a partir do século XIV, na Europa ocidental, marcando a passagem da sociedade feudal para a sociedade capitalista, ou a passagem da sociedade medieval para a sociedade moderna. Para isso, é necessário realizar uma pequena viagem histórica, já que, para entender as ideias de um autor e de determinada época, é fundamental contextualizá-las historicamente. Em cada sociedade, em todos os tempos, os seres humanos (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  8
    Panorama Histórico dos Problemas Filosóficos.Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - manuscript
    Antes de entrar cuidadosamente no estudo de cada filósofo, em suas respectivas ordens cronológicas, é necessário dar um panorama geral sobre eles, permitindo, de relance, a localização deles em tempos históricos e a associação de seus nomes com sua teoria ou tema central. l. OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS - No sétimo século antes de Jesus Cristo, nasce o primeiro filósofo grego: Tales de Mileto2 . Ele e os seguintes filósofos jônicos (Anaximandro: Ἀναξίμανδρος: 3 610-546 a.C.) e Anaxímenes: (Άναξιμένης: 586-524 a.C.) tentaram (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 88