Results for 'Marcio Luiz Miotto'

105 found
Order:
See also
Marcio Miotto
Universidade Federal Fluminense
  1.  27
    Sujeito antropológico e metafísica do amor em Binswanger et l'Analyse Existentielle.Marcio Miotto - 2021 - Revista Ideação 44 (1):107-140.
    O presente trabalho enfoca as relações entre antropologia e verdade nos escritos de Foucault dos anos 1950, tendo sob alvo o lançamento recente do escrito até então inédito intitulado Binswanger et l’Analyse Existentielle. Para isso, num primeiro momento o texto contextualiza essa publicação à luz do depósito, em 2013, de novos materiais de Michel Foucault na Biblioteca Nacional da França. Depois, ele passa à análise dos textos dos anos 1950 e insere o novo texto nos demais debates. Finalmente, o artigo (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2. A Psicologia entre o longo passado e a curta história.Marcio Luiz - 2018 - Dissertatio 47:95-134.
    O presente trabalho pretende inserir a História da Psicologia dentro de um debate mais alargado, em torno das Histórias da Filosofia e das Ciências. Para isso, o objeto de análise é a célebre frase de Ebbinghaus, 'A Psicologia tem um longo passado, mas uma curta história', e toda a tradição de livros e textbooks decorrente dela, muito popular nos séculos XX e XXI. O trabalho analisará o texto de Ebbinghaus e seus compromissos decorrentes. Então realizará uma crítica a essa tradição, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. Histórias das ciências e os “fundamentos históricos” da Psicologia.Marcio Luiz - 2018 - Temporalidades 10 (1):129-158.
    RESUMO: O presente texto põe algumas questões referentes à “história” dos fundamentos da Psicologia entre os séculos XIX e XX, mostrando como ocorrem ainda, em História da Psicologia, certos fatores controversos, muitos deles tributários de postulados filosóficos do século XIX, especialmente em torno do positivismo. O artigo concentra-se em mostrar, preliminarmente, de que forma a ruptura da Filosofia Natural e a ascensão da figura do “cientista” no século XIX ensejaram novos motivos de análise, dentre eles certo cientificismo que se impôs (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4. De Canguilhem a Foucault, em torno da Psicologia.Marcio Miotto - 2019 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 35 (2):112-142.
    O presente trabalho pretende comparar o debate ocorrido entre Georges Canguilhem e Robert Pagès em Qu’est-ce que la Psychologie?, de 1956, com os escritos de Michel Foucault publicados nos anos 1950. Para isso, após alguns apontamentos históricos, faz-se uma breve análise dos textos de Foucault publicados em 1954, Maladie Mentale et Personnalité e a Introduction à Le Rêve et l’Existence. Os textos de Foucault são então confrontados com o debate entre Canguilhem e Robert Pagès, que por sua vez são analisados (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. Sobre o Infinito Na Idade Clássica Em Michel Foucault.Marcio Miotto - 2013 - Revista Ideação 27 (1):157-186.
    Nos textos escritos por Foucault durante os anos 60, a problemática antropológica amparava-se, dentre outros fatores, no argumento segundo o qual a modernidade se constitui a partir de uma “finitude constituinte” a substituir um “infinito originário”. A questão do infinito teria, portanto, duas funções: a descrição da epistémê clássica e a própria comparação desta com a epistémê moderna. Entretanto, em As Palavras e as Coisas o capítulo que abre as considerações sobre o período clássico não considera, em suas linhas maiores, (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  6.  78
    Gustav Fechner e a Alma do Mundo.Marcio Miotto - 2020 - Revista Helius 3 (2):852-906.
    O presente trabalho pretende delinear a noção de Panpsiquismo no projeto filosófico de Gustav Theodor Fechner, especialmente a partir da análise do livro Über die Seelenfrage, de 1861. Para isso, o artigo repõe em linhas gerais a questão das relações entre seu projeto filosófico e a Psicofísica, uma vez que as interpretações clássicas sobre Fechner geralmente enxergam essas duas competências como separadas. Em segundo lugar, o artigo situa questões históricas sobre Fechner e a Psicologia (e sobre filosofia e ciência), bem (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7. O Problema Do Homem E a Dispersão da Psicologia.Marcio Miotto - 2007 - AdVerbum 2 (2):128-136.
    Esse artigo busca oferecer um panorama de problemas relativos à existência da psicologia, a partir das questões de sua unidade, especificidade e objetividade. Para isso, analisam-se breves menções a figuras clássicas de sua história (como Wundt, Comte, Watson e Vygotsky), mostrando ambigüidades constitutivas do próprio “nascimento” da psicologia como disciplina “una” e “científica”. Ao perguntar sobre as razões da dispersão da psicologia, seu estatuto ambíguo e seu objeto “complexo”, abrimos no final o problema de que, mais do que resolver internamente (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. A Consciência Entre o Formalismo E a Psicologia, Em Sartre.Marcio Miotto - 2008 - AdVerbum 3 (2):144-155.
    O presente artigo pretende problematizar, nos três primeiros livros filosóficos de Sartre, a noção de consciência, em torno de um duplo horizonte de interlocução: o legado “formalista” kantiano, e os diversos projetos de “ciência psicológica” existentes nos séculos XIX e XX. Para isso, recompõem-se esses dois horizontes a partir do panorama feito por Sartre desde o momento cartesiano, discutindo as diferentes filosofias da subjetividade e culminando na noção de “intencionalidade”, formulada por Husserl. A noção de consciência intencional serviria como referência (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9. Sobre a questão do Sujeito em Michel Foucault.Marcio Miotto & Giovana Temple - 2017 - In Giovana Temple (ed.), Subjetividade no Pensamento Contemporâneo - Uma Introdução. Curitiba: Appris. pp. 227-266.
    O presente capítulo compõe a obra organizada por Giovana Temple, "Subjetividade no Pensamento do Século XX - uma introdução". Como tal, o capítulo sobre Foucault se reúne com outros de demais autores importantes sobre a questão da "subjetividade" no século XX. No capítulo em questão, aborda-se a questão do "sujeito", sob panorama geral, desde os escritos dos anos 50 até o fim da obra. A respeito dos textos dos anos 50, busca-se uma breve dedução de como os textos de 1954 (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  92
    Sobre a Alteridade e a Exclusão no Trabalho.Marcio Miotto - 2003 - Acheronta – Revista de Psicoanálisis y Cultura 18:160-163.
    O texto trabalha a questão da alteridade em torno de alguns fatores históricos ligados ao "homem moderno", tomando como base escritos tais como os de Michel Foucault e os debates ocorridos desde o lançamento de Império, no início dos anos 2000. Depois descreve como esses fatores ligados à alteridade também dizem respeito às transformações ocorridas no mundo do trabalho durante as últimas décadas.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  99
    Os a priori da Psicologia em História da Loucura.Marcio Miotto - 2005 - Acheronta 22:282-290.
    O artigo busca trabalhar um aspecto pouco explorado da argumentação de "História da Loucura": a questão, brevemente enunciada por Foucault, de um "a priori concreto" das ciências "psi". Nisso, serão trabalhadas duas questões principais, a saber: a do estatuto do conhecimento sobre as doenças mentais como tributário de uma demanda moral (não científica), e a do estatuto do médico como "cientista" da loucura. Dentro desses dois âmbitos críticos, o Foucault que escreve seu primeiro grande livro não poupa nem mesmo o (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  12. A Pesquisa Científica E a Psicologia.Michel Foucault & Marcio Miotto - Tradutor - 2010 - Espaço Michel Foucault.
    As múltiplas psicologias que pretendem descrever o homem dão a impressão de ser tentativas desordenadas. Elas pretendem se construir a partir das estruturas biológicas e reduzem seu objeto de estudo ao corpo ou o deduzem das funções orgânicas; a pesquisa psicológica não é mais que um ramo da fisiologia (ou de um domínio dela): a reflexologia. Ou então elas são reflexivas, introspectivas, fenomenológicas e o homem é puro espírito. Elas estudam as diversidades humanas e descrevem a evolução da criança, as (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13. A Crítica À Psicologia Em História da Loucura.Marcio Miotto - 2005 - Dissertation, Universidade Federal Do Paraná
    Essa dissertação é resultado de um projeto maior, intitulado “Sobre a Morte do Homem e a Psicologia, em Michel Foucault”. Esse projeto busca analisar as diversas nuances argumentativas empregadas por Foucault nas críticas às “antropologias”, figuradas em seus livros ditos “arqueológicos”. Para isso, parte-se de uma dupla problematização: a autocrítica feita pelo próprio Foucault a seus escritos dos anos 50, tributários de querelas epistemológicas e de fundação da psicologia e das ciências humanas; e a descrição mesma dessas querelas, tomando como (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  14. Para uma Historia da Psicologia.Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor - jul-dez 2016 - Ideação 34:355-374.
    A história da psicologia, tal como aparece em algumas obras (E.G. Boring 1950; M. Reuchlin 1957; P. Fraisse e J. Piaget 1963) ou em capítulos introdutórios de alguns manuais (M. Reuchlin 1977), reflete uma adesão — raramente discutida — a uma concepção internalista. Segundo essa concepção, a psicologia seria animada por uma dinâmica própria, um processo evolutivo totalmente endógeno, e seria independente de fatores externos tais como os domínios religiosos, sociopolíticos e econômicos. Além do mais, os partidários dessa história aceitam (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. Nascimentos da Psicologia: A Natureza E o Espírito.Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor - 2015 - Ideação 32:259-288.
    Desde sua constituição como domínio do saber no fim do século XVI, a psicologia divide-se rapidamente em duas tendências com orientações diferentes. A primeira, de inspiração naturalista, situa-se no prolongamento do comentário da Física aristotélica e se desenvolve principalmente nas universidades protestantes de Marburgo e Leiden. Nesses estabelecimentos onde reinava então um espírito humanista, racionalista e tolerante, toma lugar a primeira forma de dualismo da alma e do corpo. Mas na mesma época, em círculos místicos e herméticos, desenvolve-se uma outra (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  75
    The Good, The Bad, and the Puzzled: Coercion and Compliance.Lucas Miotto - 2021 - In Jorge Luis Fabra Zamora & Gonzalo Villa Rosas (eds.), Conceptual Jurisprudence: Methodological Issues, Conceptual Tools, and New Approaches. Dordrecht, Netherlands:
    The assumption that coercion is largely responsible for our legal systems’ efficacy is a common one. I argue that this assumption is false. But I do so indirectly, by objecting to a thesis I call “(Compliance)”, which holds that most citizens comply with most legal mandates most of the time at least partly in virtue of being motivated by legal systems’ threats of sanctions and other unwelcome consequences. The relationship between (Compliance) and the efficacy of legal systems is explained in (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  17.  43
    What Makes Law Coercive When It is Coercive.Lucas Miotto - 2021 - Archiv Fuer Rechts Und Sozialphilosphie 107 (2):235-250.
    Most legal and political philosophers agree that typical legal systems are coercive. But there is no extant account of what typically makes typical legal systems coercive when they are coercive. This paper presents such an account and compares it with four alternative views. Towards the end I discuss the proposed account’s payoffs. Among other things, I show how it can help us explain what I call ‘comparative judgements’ about coercive legal systems (judgements such as ‘Legal system a is more coercive (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18. Sanctioning.Lucas Miotto - 2018 - Jurisprudence 9 (2):236-250.
    Up until recently, most legal philosophers have argued that an action is a token of sanctioning if, and only if, (i) its performance brings about unwelcome consequences to the targets, and (ii) it is performed as a response to the breach of a duty. In this paper I take issue with this account. I first add some qualifications to it in order to present it in its most plausible form. After doing this, I advance a series of hypothetical cases which (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  92
    Eu Não Quero Saber! Uma Defesa do Direito de Não Saber Como Independente do Direito à Privacidade.Lucas Miotto - 2014 - Direito, Estado E Sociedade 45:82-97.
    Neste artigo defendo a tese de que o direito de não saber é independente do direito à privacidade. Há duas diferenças fundamentais entre esses dois direitos que os tornam independentes: (1) a direção da informação do direito de não saber é oposta a do direito à privacidade e (2) o âmbito do direito de não saber é maior do que o do direito à privacidade. Pretendo clarificar essas diferenças e fazer algumas qualificações sobre o direito de não saber, tal como (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  37
    A Face Sortílega do Desejo: Considerações Sobre o Animismo, a Magia e a Feitiçaria.Luiz Fernando Duran Iório - 2019 - Basilíade - Revista de Filosofia 1 (1):41-52.
    O objetivo central deste estudo é fazer ressaltar as características dos conceitos de animismo, magia e feitiçaria a partir das perspectivas de Sigmund Freud e Bronislaw Malinowski. Em um primeiro momento, analisaremos o animismo. Em seguida, uma vez que as observações etnográficas de Malinowski divergem daquelas de Freud, examinaremos a magia e a feitiçaria com a finalidade de verificar não somente as divergências, mas também as convergências e as aproximações possíveis que existem entres estes dois pensadores e os próprios conceitos (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21. AGM-Like Paraconsistent Belief Change.Rafael R. Testa, Marcelo E. Coniglio & Marcio M. Ribeiro - 2017 - Logic Journal of the IGPL 25 (4):632-672.
    Two systems of belief change based on paraconsistent logics are introduced in this article by means of AGM-like postulates. The first one, AGMp, is defined over any paraconsistent logic which extends classical logic such that the law of excluded middle holds w.r.t. the paraconsistent negation. The second one, AGMo , is specifically designed for paraconsistent logics known as Logics of Formal Inconsistency (LFIs), which have a formal consistency operator that allows to recover all the classical inferences. Besides the three usual (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  22.  79
    O caso Galileu: um estudo sobre ciência e fé como compreensão do método científico e seus reflexos na atualidade.Márcio Correia dos Santos - 2018 - Revista Instante 1 (2):38-56.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  17
    Escola, cárcere e pandemia: o que pode uma educação filosófica?Walter Omar Kohan & Márcio Nicodemos - 2021 - Revista Eletrônica de Educação 15:1-15.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24. Review: ENGELMANN, M. Wittgenstein's Philosophical Development. [REVIEW]Luiz H. S. Santos & Marcos Silva - 2018 - Argumentos 20:204-210.
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25. NATUREZA E MOVIMENTO EM GALILEU: críticas à concepção aristotélica de movimento natural.Luiz Antonio Brandt - 2013 - XVI Semana Acadêmica de Filosofia da Unioeste.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26. Paraconsistent Belief Revision Based on a Formal Consistency Operator.Rafael R. Testa, Marcelo E. Coniglio & Márcio M. Ribeiro - 2015 - CLE E-Prints 15 (8):01-11.
    In this paper two systems of AGM-like Paraconsistent Belief Revision are overviewed, both defined over Logics of Formal Inconsistency (LFIs) due to the possibility of defining a formal consistency operator within these logics. The AGM° system is strongly based on this operator and internalize the notion of formal consistency in the explicit constructions and postulates. Alternatively, the AGMp system uses the AGM-compliance of LFIs and thus assumes a wider notion of paraconsistency - not necessarily related to the notion of formal (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   5 citations  
  27. Experimento E Matemática Na Lei Da Queda Dos Corpos De Galileu Galilei.Márcio Correia dos Santos - 2018 - Dissertation, University of Campinas (Unicamp)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28. Liberdade e conflito: o confronto dos desejos como fundamento da ideia de liberdade em Maquiavel.José Luiz Ames - 2009 - Kriterion: Journal of Philosophy 50 (119):179-196.
    O artigo parte da enunciação da tese de que ao desejo desmesurado dos grandes pela apropriação/dominação absoluta opõe-se um desejo não menos desmesurado e absoluto do povo de não sê-lo: dois desejos de natureza diferente que não são nem o desejo das mesmas coisas nem desejo de coisas diferentes, mas desejos cujo ato de desejar é diferente. Considerando que cada desejo visa sua efetividade absoluta, cada um tenta impor-se universalmente tornando-se duplamente absoluto: por um lado tende à dominação total (os (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  29. UMA TEORIA DO CONFLITO: MAQUIAVEL E MARX.José Luiz Ames - 2008 - Educere Et Educare 3 (6):55-66.
    This article intends to establish a contact between two proscribed thinkers: Machiavelli and Marx. Although apart in time and in political vision, they offer the possibility of a reflection which is able to provide mutual fecundation. We want to show that Machiavelli’s pessimism and Marx’s optimism both derive from the diverse understanding of what provokes the fundamental division of society into two fundamental antagonistic groups. Whereas one treats it as a division of opposite desires, to the other it is determined (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  30. Uso político da religião e uso religioso da política: uma análise a partir de duas interpretações exemplares - Marsílio e Maquiavel.José Luiz Ames - 2014 - Clareira: Revista de Filosofia da Região Amazônica 1 (2):220-239.
    We are presently confronted with an impressive growth of the religious phenomenon. This can be observed not only related to both the outbreak of new religions and the increasing attendance to worship services, but also for the presence of the religious language in the political discourse. We can see nowadays a political use of religion and a religious use of politics. When we approach the religions in a large scale perspective is possible to verify that in all of them both (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. A função do Poder Militar na vida política segundo Maquiavel.José Luiz Ames - 2005 - Etica E Politica 8 (1):0-0.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32. Nascimentos da Psicologia: A Natureza E o Espírito.Paul Mengal & Miotto - 2015 - Ideação 32:259-288.
    Desde sua constituição como domínio do saber no fim do século XVI, a psicologia divide-se rapidamente em duas tendências com orientações diferentes. A primeira, de inspiração naturalista, situa-se no prolongamento do comentário da Física aristotélica e se desenvolve principalmente nas universidades protestantes de Marburgo e Leiden. Nesses estabelecimentos onde reinava então um espírito humanista, racionalista e tolerante, toma lugar a primeira forma de dualismo da alma e do corpo. Mas na mesma época, em círculos místicos e herméticos, desenvolve-se uma outra (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33. Natureza humana, dever moral e finalidade do Estado em Maquiavel.José Luiz Ames - 2006 - Reflexão 31 (90):63-70.
    Partimos do estudo na noção de homem presente no pensamento de Maquiavel para estabelecer a idéia de Estado e sua relação com a ética. Existe, quanto a esta questão, uma vasta polêmica na tradição interpretativa e que podemos reduzir a duas perspectivas fundamentais. Primeira: Maquiavel compreende a natureza humana como corrompida de forma definitiva, o que transforma o Estado em instrumento puramente coator da malevolência humana. Nesta ótica, não há espaço para pensar em finalidades éticas do Estado. Segunda: mesmo partindo (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34. HISTÓRIA E AçÃo POLÍTICA EM MAQUIAVEL.José Luiz Ames - 2004 - Mediações 9 (1):101-118.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35. Machiavelli and the education: the formation of the good citizen.José Luiz Ames - 2008 - Trans/Form/Ação 31 (2):137-152.
    Machiavelli is commonly known by a political theory associated to his name: "machiavellism". The initial effort of the article is to take apart Machiavellian thought from such a conception. After this it tries a detailed analysis of all occurrences of the term "education", which amounts to eleven times in his work. The hypothesis by which our reflexion is guided is that education is conceived by Machiavelli as a force addressed to control the desire's as well as the nature's inherent movement (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36. Natureza e cosmologia em Maquiavel: entre o fatalismo e a autonomia da história.José Luiz Ames - 2016 - Cosmos E Contexto:0-0.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37. Potere politico e gioco di alleanze in Machiavelli. Funzione del conflitto sotto un governo principesco.José Luiz Ames - 2013 - Filosofia Politica 27 (2):227-250.
    The essay analyses the originality of Machiavelli's reflection about the conflict under the Prince's government, in order to point out concordances and differences with the role - more extensively studied - of conflict within a republic. The questions analysed are, first of ali, the Prince's necessity of foreseeing the institutional structures for the regulation of conflict; then, the issue of alliances for the Prince who, having taken the power with the support of the great or of the people, needs popular (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38. POÉTICA DA VIRTÙ: UM ESTUDO DA COMÉDIA LA MANDRAGOLA DE NICCOLO MACHIAVELLI.José Luiz Ames - 2001 - Tempo da Ciência 8 (15):33-45.
    Niccolõ Machiavelli é universalmente conhecido por sua obra política. Opresente artigo serve-se de uma obra literária, mais precisamente da peça teatral La Mandragola, para desvelar o mundo ético-político do autor. Através da análise deste trabalho, procuramos mostrar que, de certo modo, o universo valorativo da obra de Machiavelli é captado de modo mais preciso na expressão cômico-satírica do que na sua reflexão política propriamente dita, pois enquanto nesta última a visão dos homens permanece como um dado de fundo, na comédia (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39. Republicanismo conflitual e agonismo democrático pluralista.José Luiz Ames - 2012 - Princípios: Revista de Filosofia 19 (31):209-234.
    This paper aims to point out that Machiavelli’s contribution can go beyond from merely an articulation between individual freedom and civic participation, as viewed by Skinner. It can be showed that Machiavelli’s most fruitful contribution is in his conception of conflict as a ineradicable dimension of politics, which is an aspect neglected by Skinner when he reduced it to a form among others of cultivation of civic virtue. Drawing upon reflections developed in the last decades by Chantal Mouffe, this paper (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40. A formação do conceito moderno de Estado: A contribuição de Maquiavel.José Luiz Ames - 2011 - Discurso 41 (41):293-328.
    A formação do conceito moderno de Estado: A contribuição de Maquiavel.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  74
    A superação da dicotomia céu-terra: um estudo da crítica Galileana à física e à cosmologia aristotélicas.Luiz Antonio Brandt - 2011 - Dissertation, Unioeste, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42. Horizons de la signification.Luiz Francisco Dias - 2021 - Cours de Sémantique Argumentative.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  73
    Igualdade Política: base do Estado maquiaveliano.José Luiz Ames - 2015 - Síntese: Revista de Filosofia 42 (133):252-262.
    The fully understanding of the Machiavellian concept of the State depends on the determination of the idea of political equality. Political equality must be conceived, in its turn, as domination equality and absence of privilege/precedence; in other words, absence of subordination. Taking into account a definition such as that, the Machiavellian model of the State could only be the Republic. So, this paper argues G. Pancera`s view, proposed in his book “Maquiavel entre Repúblicas”, that such model of the State was (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  97
    Freedom and conflict-confrontation of desires as background of the idea of freedom in Machiavelli.Jose Luiz Ames - 2009 - Kriterion: Journal of Philosophy 50 (119):179-196.
    The article works out the thesis that to the excessive desire of the powerful for the absolute appropriation/domination it is opposed a not less excessive and absolute desire from people in order not to be appropriated/dominated: two desires of a distinct nature which are neither the desire for the same things nor the desire for different things, but desires in which the act of desiring is different. Taking into account that each desire aims at its absolute effectiveness, each one of (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  43
    Transformações do significado de conflito na "História de Florença" de Maquiavel.José Luiz Ames - 2014 - Kriterion: Journal of Philosophy 55 (129):265-286.
    exam of the issue of conflict since the “History of Florence” provides us with elements capable to show the Machiavellian reflection does not evolve according to such a simple and linear way as it is shown in the “Discourses”. In fact, investigation will reveal that the opposition between the two types of conflict – positive conflict and negative conflict –, described in the “Discourses”, is progressively defined, from the analysis of Florentian history, as being just one type – the tragic (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  93
    Algumas considerações sobre a noção construtiva de verdade.André Porto & Luiz Pereira - 2003 - O Que Nos Faz Pensar:107-123.
    This paper deals with the recent Swedish proposals of a Intuitionistic notion of Truth, by Dag Prawitz and Per Martin-Löf.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  47. A relação entre a Alma e o Cuidado de Si no Alcibíades I de Platão.Luiz Felipe da Silva Carvalho - 2015 - Dissertation, UFF, Brazil
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  87
    Considerações sobre a Noção Construtiva de Verdade.André Porto & Luiz Carlos Pereira - 2003 - O Que Nos Faz Pensar 17:107-123.
    O artigo discute as recentes propostas de uma noção construtivista de verdade que não se confunda com condições de assertabilidade.
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49. "Ser Que Pode Ser Compreendido É Linguagem": A Ontologia Hermenêutica de Hans-Georg Gadamer.Luiz Rohden - 2000 - Revista Portuguesa de Filosofia 56 (3/4):543 - 557.
    Este artigo constitui uma reflexão acerca desta central e controversa afirmação contida na terceira parte de Verdade e Método segundo a qual "ser que pode ser compreendido é linguagem". Depois de apresentar uma tríplice leitura dessa mesma afirmação, concretamente na sua dimensão platónica, kantiana, e hegeliana, o artigo procura sobretudo desenvolver uma leitura ontológica da mesma. É assim que, partindo dessa tríplice leitura, o presente trabalho intenta justificar e fundamentar a Ontologia hermenêutica de Gadamer, a qual considera ser, para além (...)
    Download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50. A noção de causalidade final na filosofia da natureza de Aristoteles.Luis Marcio Nogueira Fontes - 2005 - Dissertation, University of Campinas
    This MA thesis investigates Aristotle's natural teleology, its presuppositions and implications. In order to achieve a better understanding of his theory, a study of the criticisms he addresses to his predecessors - Platonists and materialists - is made. On the one hand, Aristotle exposes thoses theories for not being able to explain certain natural facts, such as the constancy of reproduction; on the other, he finds the origin of this deficiency in the emphasis these philosophers give to one cause alone (...)
    Download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 105